Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

De acordo com IBGE, indústria, construção e agro puxam o PIB do 2º tri

Texto: Redação AECweb/e-Construmarket

Construção civil avançou 4%

30 de agosto de 2013 - A indústria de transformação, a agropecuária e a construção civil foram os setores que mais puxaram o crescimento de 3,3% do Produto Interno Bruto (PIB) no segundo trimestre frente a igual período de 2012. A afirmação é de Rebeca Palis, gerente da Coordenação de Contas Nacionais do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Nessa base de comparação, a agropecuária teve alta de 13%, ao passo que a indústria de transformação cresceu 4,6%, e a construção civil avançou 4%. Rebeca disse que, além de as taxas de crescimento desses setores terem sido altas, o peso deles no PIB é significativo.

De acordo com o IBGE, a indústria de transformação representa 13,3% da economia do país, seguida por construção civil (5,7%) e agropecuária (5,2%).

"O crescimento de indústria de transformação e da construção civil tem efeito positivo, que rebate no aumento de investimentos", afirmou a especialista do IBGE.

No segundo trimestre, em relação a igual período de 2012, a taxa de investimento ficou em 18,6% do PIB.

Já a produção da indústria extrativa mineral, que caiu 3,9% no segundo trimestre, ante igual período de 2012, foi influenciada pela diminuição na produção de minério de ferro, disse Rebeca.

Ela também destacou que a atividade de intermediação financeira, que subiu 1,5% no segundo trimestre frente a igual período de 2012, foi influenciada pelo setor de seguros.

"O que pesou nesse período foi o índice de sinistralidade. Ou seja, os sinistros cresceram acima dos prêmios das seguradoras", afirmou ela.

Fonte: Valor Econômico

 

x
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins: