Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Defesa Civil vai vistoriar 70 edifícios ocupados no Centro de SP

Texto: Redação AECweb/e-Construmarket

Após desabamento de prédio no Largo do Paissandu, órgão municipal inspecionará construções em situação similar. Curto-circuito teria dado origem ao incêndio

após incêndio prédio wilton paes de almeida desaba no largo do paissandu
Prédio que desabou no centro de São Paulo abrigava mais de 140 famílias (Crédito: Rovena Rosa / Agência Brasil)

02/05/2018 | 14:53 (Atualizada em 04/05/2018 | 09:30) – Após o desabamento do Edifício Wilton Paes de Almeida, localizado no Largo do Paissandu, região central de São Paulo, a Defesa Civil informou que vai vistoriar 70 prédios situados no entorno e que abrigam cerca 4 mil famílias.

De acordo com o prefeito de São Paulo, Bruno Covas, o objetivo é identificar se esses edifícios apresentam riscos para que a prefeitura possa definir qual medida tomar em cada caso. “Queremos fazer o levantamento para ver em quais a gente precisa atuar em curtíssimo prazo para que eventualidades como essa não aconteçam”, comentou o prefeito.

O Ministério Público do Estado de São Paulo determinou que sejam investigadas as causas do desabamento do Edifício Wilton Paes de Almeida, bem como a veracidade dos relatórios técnicos encaminhados pelos órgãos responsáveis pela fiscalização e manutenção do prédio. A estrutura da construção cedeu após um incêndio começar por volta de 1h30 da madrugada de terça-feira (01/05).

Em meados de 2015, a Promotoria de Habitação de Urbanismo havia instaurado um inquérito civil para apurar a existência de algum risco do imóvel. No entanto, o processo foi arquivado após a Defesa Civil emitir um laudo de vistoria que afirmava não haver anomalias que implicassem riscos na edificação "embora a instalação elétrica estivesse em desacordo com as normas aplicáveis, assim como o sistema de combate a incêndio".

Segundo a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, o incêndio teve origem em um curto-circuito em uma tomada no quinto andar, em um cômodo ocupado por uma família de quatro pessoas. Dois ocupantes da família sofreram queimaduras e foram hospitalizados, incluindo uma criança de três anos de idade.
x
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins: