Edição da Feicon cresce apesar da crise em 2009

Texto: Redação AECweb

Feira reflete o otimismo das empresas na reversão do processo

24 de março de 2009 - Mesmo com a turbulência econômica que bate às portas do setor de construção, a 17ª Feira Internacional da Indústria da Construção (Feicon Batimat) reflete o otimismo dos executivos que crêem na reversão do processo. A expectativa é de que a edição deste ano cresça 5% ao todo.

O número de visitantes, por exemplo, deve saltar de 150 mil em 2008, para 170 mil, segundo os organizadores do evento, a Reed Exhibitions Alcantara Machado. "O evento será um importante instrumento para alavancar o mercado", comentou Juan Pablo De Vera, presidente da Reed Alcantara.

Em relação aos expositores o saldo também é positivo: eles aumentaram de 520 para 650 empresas, que poderão contar ainda com um espaço maior, 36 mil metros quadrados, cinco mil metros a mais do que na última edição. Ainda de acordo com a Reed Alcântara, todo o espaço da feira já foi comercializado.

O evento, considerado o terceiro maior mundo, promete reunir de arquitetos e decoradores a engenheiros e incorporadores e lojistas de materiais. A Feicon começa hoje e vai até 28 de março, no Pavilhão de Exposições do Anhembi, em São Paulo, e faz parte da Semana Internacional da Indústria da Construção.