Em Belém, trabalhadores da construção voltam ao trabalho

Texto: Redação AECweb/e-Construmarket

Acordo entre patronal e categoria ocorreu durante reunião no TRT. Trabalhadores encerram greve

12 de setembro de 2013 - A greve dos trabalhadores da construção civil foi encerrada nesta terça-feira (10), após acordo entre a categoria e a patronal estabelecido durante reunião no Tribunal Regional do Trabalho (TRT), em Belém. Os trabalhadores, que estavam há 8 dias parados, voltam aos canteiros de obras hoje.

De acordo com o Sindicato da Construção Civil, o acordo prevê o reajuste salarial de 9% para todos os trabalhadores do setor, desde o servente, ao profisisonal, até o encarregados. Além disso, o desconto do vale transporte do salário dos trabalhadores reduziu de 2% para 1%. O reajuste de 9% será pago retroativo desde o mês de agosto.

Uma das exigências que mais provocou polêmica entre trabalhadores e patronal, que foi a questão da cesta básica, ainda ficou em aberto. "Foi decidido que as empresas que já oferecem as cestas básicas não poderão suspender o benefício, como algumas queriam. Garatimos isso. Mas ficou aberta a possibilidade de haver uma conversa com cada construtora e tratar da questão", explicou Sandro Miguel de Carvalho, que integra a diretoria do sindicato.

Segundo o Sindicato da Indústria da Construção do Estado do Pará (Sinduscon), apesar de não ser obrigatório, o pagamento de cesta básica será uma questão articulada com cada uma das construtoras que compõe o sindicato patronal.

Quanto aos dias de greve, serão descontados quatro dias, sendo dois em setembro e dois em outubro de 2013; e os outros quatro dias serão compensados a critério de cada empresa.

Fonte: G1