Em Chapecó, escola da construção vai incentivar uso de novas tecnologias

Texto: Redação AECweb/e-Construmarket

Escola abrigará cursos oferecidos pelo SENAI e qualificará 300 alunos por ano

19 de setembro de 2012 - O crescimento do setor de construção civil no Oeste de Santa Catarina será apoiado por mais profissionais qualificados. Cerca de 300 profissionais serão formados, por ano, nos cursos oferecidos pela nova escola da construção do SENAI/SC que o Sistema FIESC inaugurou na tarde desta terça, em Chapecó. A intenção é disseminar as novas tecnologias e as melhores práticas que contribuam com a qualidade e produtividade do setor.

"O Sistema FIESC quer ser indutor do desenvolvimento da indústria", resumiu o presidente do Sistema FIESC, Glauco José Côrte, durante a solenidade de inauguração. O crescimento do número de mulheres nos cursos também foi destacado pelo presidente. Cerca de 25% das 150 matrículas atuais da escola são de alunas.

"Queremos oferecer formação adequada aos trabalhares das empresas de construção civil, assim como fazemos nas outras áreas, para que eles possam operar as novas tecnologias", explicou o diretor regional do SENAI de Santa Catarina, Sérgio Roberto Arruda.

A importância da escola para preparar trabalhadores para o uso de ferramentas de ponta também foi destacada pelo presidente do Sindicato da Indústria da Construção e de Artefatos de Concreto Armado do Oeste de Santa Catarina (Sinduscon), Lenoir Broch. "As empresas hoje não investem em novas tecnologias por falta de profissionais aptos a operá-las. Mas a escola da construção vai ajudar a resolver esse problema e a atrair mais pessoas para a área", ressaltou. Segundo Broch, a escola beneficiará diretamente 5,5 mil trabalhadores, além daqueles que atuam na informalidade.

Esta é a décima unidade do SENAI/SC focada no atendimento ao setor da construção civil em Santa Catarina. Existem mais cinco unidades fixas, localizadas em Balneário Camboriú, Blumenau, Joinville, Criciúma e Itajaí, e quatro móveis, que entraram em operação no início do ano. Outra unidade fixa, em Palhoça, está sendo construída.

As atividades na escola de Chapecó já se iniciaram ainda antes da inauguração oficial. Estão em andamento três turmas do curso de mestre de obras (área de gestão), duas turmas do curso de eletricista predial, e uma de Aprendizagem Industrial em Oficial da Construção Civil.

Para o ano que vem, já estão programados cursos de qualificação e aperfeiçoamento, como mestre de obras, pedreiro, instalador hidráulico, eletricista predial, desenhista da construção civil e mais duas turmas do curso de aprendizagem em oficial da construção civil. O SENAI em Chapecó também está trabalhando no projeto do curso técnico em edificações. Além das novas instalações, os cursos voltados à construção civil ocupam os demais laboratórios da unidade, como os de eletricidade e de informática.

Cursos em andamento

Alunos do Curso de Aprendizagem Industrial em Oficial da Construção Civil, aberto em agosto, se dizem empolgados com as aulas teóricas e práticas que estão participando. "A gente espera aprender e, com o conhecimento, exercer uma profissão", afirma Jucieli Klaus, de 22 anos, que no período noturno trabalha como ferreira armadora na construtora Idealize, onde monta armações de ferro para a estrutura de concreto. A estudante foi estimulada pela proprietária da empresa a se matricular no curso.

"Estamos aprendendo a trabalhar com novas tecnologias, que poucas pessoas conhecem na região", afirma Cristiano Motta dos Santos, 19 anos, ferreiro armador na Broch Empreendimenos, de propriedade de Lenoir Broch. "A empresa nos libera para o curso e pediu para estarmos atentos principalmente às novas tecnologias", destaca o estudante.

Fonte: Sistema FIESC