Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Emprego na construção tem saldo de 31,9 mil vagas em abril

Texto: Vinícius Veloso

O total de trabalhadores com carteira assinada no setor está próximo dos 3 milhões, de acordo com dados do Novo Caged

Operários que conseguiram emprego na construção trabalhando no canteiro de obras(Foto: Adobe Stock/Yuttana Studio)

03/06/2024 | 10:00 — A diferença entre as vagas abertas e fechadas na construção civil durante o último mês de abril ficou em 31.893 empregos. Os dados são do Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados pelo Ministério do Trabalho em 29 de maio. Com isso, o total de trabalhadores que atua no mercado com carteira assinada passou para 2.889.497 — número 1,10% superior frente ao volume registrado em março.

Clique aqui, siga o canal do Portal AECweb no WhatsApp e receba os melhores conteúdos sobre construção civil no seu celular.

A construção civil foi o terceiro setor com a melhor relação entre as admissões e demissões em abril — atrás de serviços (138.309 vagas) e indústria (35.990). Por outro lado, o segmento ficou à frente do comércio (27.272) e da agropecuária (6.576).

De acordo com Ieda Vasconcelos, economista da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), em abril o setor contava com 2,889 milhões de trabalhadores, o que correspondeu a 6,22% do total de empregos formais no país (46,676 milhões). “A participação do setor, no número total de novas geradas (considerando todos os setores de atividade) foi de 13,29%”, afirma.

Para ela, as expectativas são positivas para os lançamentos de novos empreendimentos, para a geração de novos empregos, para a compra de insumos e também para o nível de atividade. "A tendência permanece positiva, mas isso não significa ausência de desafios, e a taxa de juros, ainda em patamar bastante elevado, é um deles”, continua.

Nos primeiros quatro meses deste ano, a construção civil gerou 141.428 novos empregos, com destaque para a execução de edifícios, que responde pela criação de 61.428 novos postos. Enquanto isso, os serviços especializados para a construção gerou 47.413 novas vagas e as obras de infraestrutura, 32.587.

Confira outros índices da Construção Civil

Valor do metro quadrado (SINAPI)
CUB (Custo Unitário Básico)
Mercado imobiliário (vendas e lançamentos)
Taxa Selic
Reajuste do aluguel (IGP-M, IPCA e INPC)
Preço do aluguel residencial

Do total de 141.428 novas vagas geradas pela construção, no período de janeiro a abril de 2024, 126.790 foram de homens e 14.638 de mulheres. Em relação às faixas etárias, observa-se que 47,51% dos novos trabalhadores contratados têm até 29 anos, 25,03% estão na faixa dos 30 e 39 anos e 27,46% estão com 40 anos ou mais.

“O retrato do mercado de trabalho com carteira assinada corrobora com as expectativas positivas de crescimento da Construção Civil em 2024. Conforme a última projeção da CBIC, realizada em abril/24, o setor deverá crescer 2,3% esse ano”, destaca Vasconcelos.

Emprego na construção por estado

Confira na tabela como ficaram os empregos na construção por estado em abril.

EstadoAdmitidosDesligadosSaldoTotal de trabalhadores
Acre6973003978.497
Alagoas2.3601.94241831.593
Amapá379333465.990
Amazonas1.9381.46047828.331
Bahia10.41810.986-568153.248
Ceará6.2665.31395379.136
Distrito Federal4.1943.20399180.158
Espírito Santo5.8845.13874668.707
Goiás10.6487.0003.648100.171
Maranhão3.4942.60888647.892
Mato Grosso6.3093.9812.32853.750
Mato Grosso do Sul2.7393.217-47834.689
Minas Gerais30.96625.8205.146350.400
Pará7.4496.1861.26392.313
Paraíba3.6303.07455649.777
Paraná14.41712.8811.536169.556
Pernambuco6.0454.3941.65182.866
Piauí2.3381.97036827.684
Rio de Janeiro13.36011.3502.010238.392
Rio Grande do Norte3.3312.65068139.451
Rio Grande do Sul9.6267.8901.736137.281
Rondônia7651.026-26110.941
Roraima433406276.120
Santa Catarina12.2719.7372.534140.717
São Paulo58.60154.5504.051810.251
Sergipe2.0001.62537527.660
Tocantins1.18899419413.597

Variação em 12 meses

Veja como os números de empregos na construção variaram nos últimos 12 meses.

PeríodoAdmitidosDesligadosSaldoTotal de trabalhadores
Abril de 2024221.932190.03931.8932.889.497
Março de 2024216.414187.74828.6662.857.980
Fevereiro de 2024213.842178.78935.0532.829.843
Janeiro de 2024218.885172.16446.7212.794.790
Dezembro de 2023116.374193.082-76.7082.748.069
Novembro de 2023172.050191.069-19.0192.824.777
Outubro de 2023192.450181.51310.9372.843.796
Setembro de 2023193.577173.66819.9092.832.859
Agosto de 2023219.755191.79527.9602.812.950
Julho de 2023200.992175.74925.2432.784.990
Junho de 2023199.224178.48320.7412.759.747
Maio de 2023210.508182.96227.5462.739.006

Novo Caged

Desde janeiro de 2020, o Sistema do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) foi substituído pelo Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas (eSocial) para parte das empresas. Estabelecida pela Portaria SEPRT no 1.127, a mudança mantém obrigatório o envio das informações pelo Caged para órgãos públicos e organizações internacionais que contratam celetistas.

A metodologia de imputação adotada para o ajuste das informações prestadas ao eSocial e ao Caged visa assegurar a qualidade e a integridade das estatísticas do emprego formal durante a transição dessas fontes de captação de dados. A Secretaria de Trabalho apura tecnicamente o recebimento dessas informações nos registros administrativos e atua de forma a divulgar as estatísticas do emprego formal com mais segurança e transparência.

x
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins: