Emprego na construção civil bate recorde no Brasil

Texto: Redação AECweb

Setor acumula aumento de 15,84%, com a inclusão de 389,2 mil trabalhadores em 2010

18 de novembro de 2010 - O nível de emprego na construção civil brasileira cresceu 0,94% em setembro ante agosto, com a criação de 26,5 mil novos postos de trabalho formais, de acordo com a pesquisa mensal feita pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (SindusCon-SP) com a Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Em 2010, o setor acumula aumento de 15,84%, com a inclusão de 389,2 mil trabalhadores. No acumulado de 12 meses, a alta é de 15,89%. O número de empregados formais na construção civil brasileira atingiu 2,846 milhões, novo recorde da série histórica.

Embora positivo, a geração de postos de trabalho no setor no mês de setembro é inferior ao informado em agosto, quando foram contratados 48,6 mil trabalhadores, e em julho, com 45,7 mil contratações.

Em nota, o presidente da entidade, Sergio Watanabe, pondera que ainda não se pode afirmar se essa desaceleração é uma tendência. "Por enquanto, ficou claro que, em alguns locais, não começaram novas obras em ritmo maior do que aquelas que se encerraram. Mas, em outras localidades, a demanda por mão de obra continuou crescendo, como na Região Nordeste, com a contratação de 11,6 mil trabalhadores."

No Estado de São Paulo, a desaceleração foi mais forte, com acréscimo de apenas 0,09% no indicador em setembro, com a contratação de 683 trabalhadores, ante 6.841 contratações registradas em agosto e 7.132 em julho. No ano, foram agregados mais 66,7 mil empregados formais (alta de 9,77%) e, em 12 meses, 67,5 mil (aumento de 9,91%).

Fonte: A Tribuna - SP