Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Emprego nas construção cresce 16,6% no ABCD

Texto: Redação AECweb

Volume de trabalhadores empregados com carteira assinada bateu recorde no país. Levantamento aponta criação de 6.256 postos de trabalho entre janeiro e outubro na região

21 de janeiro de 2011 - O emprego na construção civil cresceu 16,6% entre janeiro e outubro no ABCD e criou 6.256 vagas na Região, de acordo com dados do SindusCon-SP (Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo). O setor empregava 43.895 trabalhadores com carteira assinada na Região até outubro.

Entre setembro e outubro deste ano, a construção civil gerou 344 vagas de trabalho no ABCD. Entre as 10 áreas analisadas pelo levantamento do SindusCon-SP no Estado, a Região registrou o quinto melhor desempenho, com aumento de 0,79% no nível do emprego no setor. Nos últimos 12 meses, o ABCD registra saldo de 6.011 novas vagas criadas.

No acumulado do ano até outubro, São Bernardo é a cidade que registra o maior volume de empregos criados, com 1.610 novos postos de trabalho. São Caetano (1.274), Ribeirão Pires (1.139), Mauá (1.042), Santo André (657), Diadema (472) e Rio Grande da Serra (62) vêm na sequência.

São Paulo

No Estado, a alta no nível de emprego da construção em outubro (0,13%) foi um pouco melhor que em setembro, quando o índice cresceu 0,09%. O saldo positivo entre contratações e demissões no mês ficou em 956 trabalhadores. No ano, foram agregados mais 67,6 mil empregados formais (9,91%) e em 12 meses, mais 63,9 mil (9,31%). Ao final de outubro, o setor superava os 750,6 mil empregados formais no Estado, um recorde na série histórica.

O desempenho do emprego na Capital, entretanto, puxou para baixo a média do Estado. Na cidade de São Paulo foram fechados 304 postos de trabalho em outubro, baixa de 0,09% em relação a setembro. No ano, o acréscimo de emprego na cidade de São Paulo foi de 8,27% e, em 12 meses, a alta é de 8,10%.

País

O crescimento do nível de emprego formal na construção civil brasileira manteve a tendência de desaceleração em outubro. Foram contratados 16.345 trabalhadores, num aumento de 0,57% em relação ao número de empregados existente em setembro.

Ainda assim, o número de empregados formais na construção civil em outubro atingiu 2,863 milhões, novo recordo na série histórica. No acumulado de 2010, foram contratados 405,6 mil trabalhadores (+16,51%) até outubro e em 12 meses, 375,8 mil (+15,12%).

Entre as regiões do Brasil, a Nordeste foi novamente a de maior elevação em termos percentuais, com mais 1,46% ou 8.678 trabalhadores, seguida pelo Sul, que contratou 1.688 pessoas (+0,43%). Por outro lado, a região Norte, que vinha registrando altos índices de empregabilidade na construção civil desta vez contabilizou baixa de 0,32%, com a dispensa de 558 pessoas.

Fonte: ABCDMaior


 

x
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins: