Emprego no setor cresce 0,45% em agosto

Texto: Redação AECweb/e-Construmarket

Construção civil brasileira registrou mais 15,8 mil contratações no mês passado, totalizando 3,511 milhões de trabalhadores com carteira assinada

27 de setembro de 2013 - O nível de emprego na construção civil brasileira cresceu 0,45% em agosto ante o mês anterior, com a abertura de mais 15,8 mil vagas, segundo pesquisa elaborada pelo SindusCon-SP (Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo) em parceria com a FGV (Fundação Getulio Vargas). O desempenho é superior ao registrado em agosto de 2012, quando o setor efetivou 12,7 mil contratações (+0,37%).

“O aumento do emprego em agosto mostra que ainda persiste um relativo crescimento da atividade na construção, mesmo com a desaceleração registrada no ano”, comentou o presidente do SindusCon-SP, Sergio Watanabe.

No acumulado do ano até agosto, o indicador registra alta de 4,09%, com a contratação de 138 mil trabalhadores. O resultado, porém, ainda é inferior ao de igual período do ano anterior. Entre janeiro e agosto de 2012 o setor havia contratado 234,2 mil trabalhadores.

No período de 12 meses encerrados em agosto, o levantamento mostra estabilidade (-0,01%, o equivalente a 417 demissões). Nos 12 meses encerrados em agosto de 2012, o setor acumulava 178,3 mil contratações.

Com o resultado, o setor empregava 3,511 milhões de trabalhadores em todo país ao final de agosto. O Sudeste concentrava no mês passado 1,774 milhão de trabalhadores, seguido pelo Nordeste (729,8 mil); Sul (495,3 mil); Centro-Oeste (290,8 mil) e Norte (221,7 mil).

Estado de São Paulo

Em agosto, as empresas da construção no Estado de São Paulo somavam 902,6 mil empregados com carteira assinada, registrando acréscimo de 0,39% em relação a julho, com a criação de 3.537 vagas. No período, das 10 regiões pesquisadas, o nível de emprego no setor registrou queda apenas em Santo André (-171 trabalhadores), Ribeiro Preto (-449) e Bauru (-233).

Fonte: Sinduscon – SP