Empresários da construção estão otimistas para o segundo semestre

Texto: Redação AECweb

Nível de expectativa regular é de 36%, e o pessimismo atingiu 8%, contra 13% na sondagem anterior

26 de julho de 2011 - Apesar da revisão da projeção de crescimento da indústria de materiais de construção de 7% para 5% em 2011, os fabricantes estão mais otimistas para o segundo semestre. Pesquisa realizada pela Abramat (Associação Brasileira de Materiais de Construção), em julho, com as empresas que integram a entidade, indica que 56% estão otimistas em relação ao desempenho de vendas no curto prazo. O nível de expectativa regular é de 36%, e o pessimismo atingiu 8%, contra 13% na sondagem anterior.

O levantamento apontou que, na média, 50% das empresas têm boas expectativas com relação às ações do governo para o setor da construção civil nos próximos 12 meses. Na pesquisa anterior, eram 41%. Apesar desta retomada ainda acanhada de otimismo, acreditamos que o governo nesse segundo semestre reduza as ações de controle da demanda gerando perspectivas melhores para o ano,disse Melvyn Fox, presidente da Abramat, em nota.

De acordo com a entidade, 74% das indústrias de materiais de construção pretendem aumentar seus investimentos ao longo dos próximos 12 meses. Em julho de 2010, 76% das companhias tinham intenção de ampliar investimentos no próximo ano. A pesquisa indica que a indústria está trabalhando com 86% da sua capacidade produtiva, média mantida nos últimos doze meses.

Fonte: G1