Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Escassez de mão de obra qualificada é desafio em Palmas (TO)

Texto: Redação AECweb/e-Construmarket

Muitos profissionais de São Paulo estão sendo contratados

18 de março de 2013 - O crescimento de Palmas, no Tocantins, faz com que a cidade enfrente novos problemas, mas ainda sem ter resolvido todos os antigos.

A falta de mão de obra especializada é queixa recorrente do empresariado local.

Dono da rede Buffalos, Diego Passoni diz ter sofrido para encontrar consultores para a expansão do negócio.

Sem opções nas regiões Norte e Centro-Oeste, teve que recorrer a profissionais de São Paulo. "Falavam que não valeria a pena vir pela distância. Colocavam o preço no teto apenas para não fechar negócio", diz.

A indisponibilidade de mão de obra afeta também a construção civil, apesar do bom momento do setor na região. "Há entidades que até capacitam. Mesmo assim não temos conseguido atender à demanda", diz Paulo Tavares, do sindicato da indústria da construção.

Na periferia, há pendências básicas por resolver. A cobertura de rede de esgoto atinge apenas 52% da população. A empresa de saneamento estadual -privatizada em 2011- promete universalizar o serviço em quatro anos.

Há ainda dificuldades políticas. Um projeto de ampliação do Plano Diretor (documento que regula o uso e ocupação do solo) rumo a áreas desocupadas foi engavetado há dois anos após denúncias de influência de empresas de loteamentos.

O próprio governador do Estado, Siqueira Campos (PSDB), está com a permanência no cargo ameaçada. Na semana passada, o Ministério Público opinou pela cassação do tucano sob acusação de compra de votos e abuso de poder econômico. O governador nega.

Fonte: Folha de São Paulo

x
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins: