Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Estado pagará aluguel social a R$ 7 mil famílias da Região Serrana do Rio

Texto: Redação AECweb

Valor significativo chega a R$ 40 milhões

21 de janeiro de 2011 - Cerca de sete mil famílias da Região Serrana, prejudicadas pelas chuvas da semana passada, devem receber já em fevereiro até R$500 de aluguel social, num valor total de R$40 milhões. O anúncio foi feito ontem pelo governador Sergio Cabral, que esteve em Teresópolis para assinar o convênio para cadastramento das famílias beneficiadas. “O cadastramento se inicia com a perspectiva de que, em fevereiro, sete mil famílias nas sete cidades estejam recebendo o aluguel social. É um valor significativo, que chega a R$40 milhões”, disse o governador, depois de se reunir a portas fechadas com os prefeitos e com o secretário estadual de Desenvolvimento Social, Rodrigo Neves, que conduzirá o cadastramento.

Em Niterói, cerca de 800 famílias atingidas pela tragédia no Morro do Bumba - que completará um ano em abril - ainda esperam o aluguel social da prefeitura. Apenas 93 famílias ganharam casas do programa Minha Casa, Minha Vida.

Tendas começam a ser montadas hoje


Apesar da promessa de celeridade, as famílias podem enfrentar problemas para conseguir imóveis para alugar. Em Teresópolis, por exemplo, corretores afirmam que o mercado imobiliário não está preparado para absorver essa quantidade de locatários. O secretário estadual de Assistência Social, Rodrigo Neves, informou ontem que as prefeituras estão negociando com as prefeituras a instalação de tendas familiares, cedidas pelo Rotary Internacional, nos bairros onde houver pouca oferta de imóveis para locação.

Ainda assim, o problema pode se prolongar. Técnicos da empresa inglesa que fabrica as tendas estão na cidade desde a semana passada visitando locais para a instalação, mas somente ontem, depois uma reunião entre representantes da prefeitura e do Rotary, foi definido o local do primeiro acampamento na cidade. “Será no Parque de Exposições. A prefeitura fará ainda hoje (ontem) um planejamento para melhorar a infraestrutura do local. Mas eles me garantiram que será lá, onde cabem cerca de 600 tendas”, disse o presidente do Rotary de Teresópolis, Nilo Sergio dos Santos.

Segundo ele, as cem primeiras começam a ser montadas ainda hoje em São José do Vale do Rio Preto.

Além das tendas

Projetadas para suportar temperaturas extremas, fortes ventos e chuvas intensas, e tem divisórias que permitem aos beneficiários repartir o espaço como entenderem - os moradores vão receber equipamentos de sobrevivência e um sistema de purificação e armazenamento de água.

Fonte: O Globo

x
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins: