Estrangeiros ficam com 78% das ações ofertadas pela BR Malls

Texto: Redação AECweb

No total, foram vendidas 55,7 milhões de ações ordinárias a R$ 15 cada, movimentando R$ 835 milhões

24 de julho de 2009 - O investidor estrangeiro deu novo voto de confiança à administradora de shopping centers BR Malls e comprou 78,6% das ações que a companhia ofertou em distribuições primária e secundária.

Vale lembrar que, na estreia da companhia na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), em abril de 2007, os estrangeiros responderam por 72% da distribuição e, na segunda oferta, também feita em 2007, mas em novembro, eles tomaram 65% dos papéis.

De acordo com o anúncio de encerramento da operação, a oferta atraiu 2.716 pessoas físicas, que ficaram com 7,7% dos ativos ofertados. Já os fundos de investimento responderam por outros 9,8%.

No total, foram vendidas 55,7 milhões de ações ordinárias (ON, com direito a voto), a R$ 15 cada, movimentando R$ 835 milhões. Desse montante, 30,3 milhões de ações correspondem à oferta primária, que resultou na captação bruta de R$ 454 milhões para o caixa da empresa, que utilizará o dinheiro para concepção, incorporação e administração de shopping centers.

Os recursos também serão destinados à compra de participação adicional em shoppings do atual portfólio ou de terceiros e para a amortização de financiamentos.

Os demais papéis, 25,5 milhões de ações, são de titularidade dos acionistas vendedores, grupo formado por fundos de participação e pessoa física. Esse montante de ações já inclui o exercício do lote suplementar de 15%.

As ações da BR Malls fecharam ontem a R$ 16,50, com queda de 0,9%. No ano, os papéis acumulam uma alta de 44,5%.

Fonte: Valor Econômico - SP