Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Fabricantes fazem acordo para reduzir peso do saco de cimento

Texto: Redação AECweb/e-Construmarket

Após quatro anos de negociações, Ministério Público do Trabalho e cimenteiras concordaram com novo padrão, mais ergonômico, de 25 kg. Implantação será feita até 2028


As fabricantes têm até dezembro de 2028 para se adequarem ao novo limite de peso (apidach/shutterstock)

21/06/2018 | 09:40 – O Ministério Público do Trabalho e 33 empresas produtoras de cimento assinaram, após quatro anos, um acordo para reduzir de 50 kg para 25 kg o peso dos sacos do produto comercializado no Brasil. O intuito é aproximar a indústria das normas internacionais relativas à proteção da saúde do trabalhador.

Os trabalhadores de obras e distribuidoras de materiais de construção são os mais afetados com o excesso de peso dos sacos de cimento. A longo prazo podem estar sujeitas a problemas como dorsalgias, lombalgias, hérnias discais, lesões em articulações do joelho e cotovelo e outras doenças osteomusculares e muscoesqueléticas.

Segundo Ronaldo Fleury, procurador-geral do MPT, nos últimos seis anos o setor da construção gastou R$ 28 bilhões com a Previdência Social, por afastamento de trabalhadores por motivo de acidentes de trabalho.

Os fabricantes têm até dezembro de 2028 para se adequar à nova regra. Após essa data, somente os sacos voltados para exportação que poderão ser mais pesados, caso ainda haja em estoque sacos com o peso acima do novo limite, esses não poderão ser mais comercializados.

x
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins: