Feirão em SP ainda tem mais de 90 mil imóveis

Texto: Redação AECweb

Agências da Caixa e construtoras continuam oferecendo as mesmas condições de financiamento da casa própria

26 de maio de 2009 - Quem perdeu a chance de ir à 5ª edição do Feirão Caixa da Casa Própria, que terminou no domingo, ainda encontra mais de 90 mil dos 110 mil imóveis na região metropolitana de São Paulo - 12.566 novos ou em construção -, oferecidos pela instituição, pelas construtoras e pelas imobiliárias durante o evento.

Segundo a Caixa, neste ano, foram realizados 18.248 negócios, entre vendas de imóveis e concessões de cartas de crédito para a compra. O valor médio das transações da Caixa foi de R$ 87.139,76, e o do restante, de R$ 95.999,92.

O lançamento do programa “Minha Casa, Minha Vida” não foi suficiente para aumentar as vendas. No ano passado, foram fechados 21.500 negócios. A Caixa atribui à duração menor do feirão (um dia a menos que em 2008) esse número mais baixo.

Após o fim do feirão, as agências da Caixa continuam oferecendo as mesmas condições de financiamento da casa própria, assim como a maioria das construtoras.

Nos dias seguintes ao feirão, o movimento nas agências chega a ser cerca de 30% maior do que o normal, de acordo com a gerente de relacionamento da agência Sé, Valmiria da Silva Zocatelli.

"Fui ao feirão ontem, mas estava muito cheio. Preferi procurar a Caixa para me informar melhor. Quero uma carta de crédito de mais ou menos R$ 120 mil, que é o preço do apartamento que eu tenho intenção de comprar", disse a assistente administrativa Cirene da Silva, 63 anos.

Muitos interessados em financiar a compra do imóvel que foram ao feirão, mas não conseguiram sair de lá com negócio fechado, deverão procurar a Caixa nos próximos dias. Esse é o caso do zelador Valdênio Alves, 42 anos, que não conseguiu uma carta de crédito porque seu CPF estava irregular."É só o tempo de corrigir esse problema. Todo o resto está pronto", diz.

No Estado, 118.600 clientes da Caixa foram informados por correspondência que têm direito a uma carta de crédito pré-aprovada. Basta procurar uma das agências do banco.

Construtoras
Nas construtoras, a maioria das condições oferecidas no feirão deverá ser mantida. Na Tenda, que não informa o número de imóveis vendidos por "questões estratégicas", serão concedidos descontos de até R$ 3.000, dependendo do perfil do cliente, até o final do mês. Segundo a construtora, ainda há 2.000 unidades à venda na Grande São Paulo e 1.300 no interior.

Na construtora Cury, de 1.000 unidades à venda no feirão, 37 foram vendidas. O resto está à venda pelos mesmos preços oferecidos no feirão da Caixa - entre R$ 75 mil e R$ 130 mil. A imobiliária Itaplan ainda tem 1.400 unidades à venda (de um total de 2.253) e lançará mais 5.000.

Fonte: Agora - SP