FGTS injetará R$ 44 bi em 2012

Texto: Redação AECweb

Principal objetivo é atender famílias de baixa renda, principalmente em habitação

21 de novembro de 2011 - O Conselho Curador do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) aprovou em 9 de novembro o orçamento para o exercício do próximo ano, que vai injetar R$ 43,965 bilhões a mais na economia brasileira em 2012.

A maior parte (R$ 29,5 bilhões) serão destinados à habitação. Deste montante, o principal objetivo é atender famílias de baixa renda, tanto que R$ 26 bilhões estão reservados para a habitação popular.

A partir de 2012, o FGTS também terá disponíveis em caixa R$ 4,465 bilhões para subsidiar descontos para a aquisição da casa própria. Desse total, R$ 3 bilhões serão utilizados exclusivamente nos empréstimos concedidos dentro do programa Minha Casa, Minha Vida.

Outros R$ 2,5 bilhões do Fundo irão para investimentos em Certificado de Recebíveis Imobiliários (CRI) e mais R$ 1 bilhão para financiamentos da linha Pró-Cotista, linha na qual o próprio beneficiário do financiamento é também o trabalhador com conta vinculada de FGTS.

Outros R$ 5 bilhões foram direcionados para o saneamento básico e mais R$ 5 bilhões para a infraestrutura urbana. É possível que grande parte disso seja direcionada para as obras da Copa do Mundo de 2014 e Olimpíadas de 2016, sobretudo as de mobilidade urbana.

O Conselho Curador também aprovou nova suplementação de recursos no orçamento deste ano para habitação popular. Foram destinados R$ 6,2 bilhões para isso. Com este acréscimo, o orçamento para o setor atinge R$ 54,74 bilhões, dos quais R$ 36,6 bilhões são destinados à habitação popular.

Fonte: Sinduscon - SP