Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Fórum reunirá governos e investidores da América do Sul

Texto: Redação AECweb

Oportunidades possibilitarão a construção de um novo modelo de infraestrutura nos setores de transportes, energia e comunicações

20 de abril de 2012 - Pacote de obras para integração da América do Sul permitirá uma verdadeira revolução na infraestrutura com a construção de pontes, túneis, anéis viários, linhas de transmissão, dragagem de rios, gasodutos, hidrovias, rodovias e ferrovias.

Todas essas oportunidades possibilitarão a construção de um novo modelo de infraestrutura nos setores de transportes, energia e comunicações, e fazem parte dos 31 projetos que compõem a Agenda de Projetos Prioritários de Integração (API), do Conselho Sul-Americano de Infraestrutura e Planejamento (Cosiplan), da União das Nações Sul-Americanas (Unasul).

A América do Sul, composta por 400 milhões de cidadãos, cresceu 5,3% - mais que a média mundial, 3,9% - no período de 2002 a 2010 e sua renda per capita média superou os US$ 10 mil, em PPA, mais alta que no Oriente Médio. No entanto, quando se trata de investimentos em infraestrutura o quadro é bem diferente. Enquanto no período de 1980 a 1985 os investimentos nessa área representavam 4% do PIB, em 2007 e 2008 esse valor caiu para apenas 2,3%.

Diante desse cenário e com o objetivo de aproximar os governos da América do Sul, bancos de fomento, empresas de construção, concessionárias e investidores de toda a região, a Fiesp realizará nos dias 24 e 25 de abril, o Fórum de Infraestrutura da América do Sul-8 Eixos de Integração.

Participarão do fórum o presidente Pro Tempore do Cosiplan, ministro Cecilio Pérez Bordón; a Secretária-Geral da Unasul, María Emma Mejía; a Ministra de Planejamento, Orçamento e Gestão do Brasil, Miriam Belchior; o Ministro das Relações Exteriores do Brasil, Antonio de Aguiar Patriota e; o presidente da FIESP, Paulo Skaf.

A estimativa é que com a realização dessas obras e com um investimento que ultrapassa US$ 21 bilhões, num primeiro momento, sejam construídos 2,4km de pontes; 14km de túneis; 57 km de anéis viários; 360 km de linhas de transmissão; 379 km de dragagem de rios; 1500km de gasodutos; 3490 km de hidrovias; 5142 km de rodovias; e 9739 km de ferrovias.

Atentos a estes e tantos outros gargalos, o Cosiplan, integrado por ministros da área de infraestrutura dos 12 governos que compõem a Unasul, definiu, no final de 2011, em uma reunião em Brasília, os 31 projetos estruturantes divididos em 88 projetos individuais, para promover a integração física da América do Sul e ampliar a competitividade dos países da Região. Atendendo a convite do Ministério das Relações Exteriores do Brasil, a FIESP participou do encontro e tomou conhecimento das obras necessárias, com o objetivo de informar o setor privado sobre oportunidades de negócios.

Fonte: Investimentos e Notícias

x
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins: