Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Gafisa fecha acordo com debenturistas

Texto: Redação AECweb

A incorporadora pagará um prêmio de 3,25% sobre a variação do CDI aos debenturistas

23 de julho de 2009 - A Gafisa conseguiu negociar um acordo com os debenturistas para mudança da cláusula financeira que estabelecia limite máximo de R$ 1 bilhão para endividamento líquido da companhia - valor que estava em R$ 1,24 bilhão no final de março. Em contrapartida, a construtora teve que oferecer aumento da remuneração dos papéis.

A incorporadora pagará um prêmio de 3,25% sobre a variação do CDI aos debenturistas, a partir de 1º de agosto. Na época da emissão de R$ 240 milhões, em setembro de 2006, a taxa acertada era de CDI mais 1,30%.

Segundo o Valor apurou, o acordo não foi fechado no dia 13 de julho e uma nova assembleia foi remarcada para o dia 21, porque houve debenturistas que exigiram uma remuneração mais alta do que a proposta inicialmente pela companhia.

Fechado o acordo, os debenturistas aceitaram a proposta da empresa de rever os limites previstos na escritura das debêntures e que exigiriam o pagamento antecipado da dívida caso não fossem cumpridos. A aprovação mais importante foi a exclusão do limite de R$ 1 bilhão para a dívida líquida.

A empresa incluiu as dívidas contraídas com recursos do FGTS juntamente com aquelas que utilizam recursos do Sistema Financeiro de Habitação (SFH) para fins de cálculo de endividamento. Foi criada uma conta só, chamada de "Dívida de Projetos".

Agora, a dívida total da empresa, menos a dívida de projetos, menos as disponibilidades, deve ser menor ou igual a 75% do patrimônio líquido. Antes, só era subtraída a dívida do SFH. Foi aprovada, ainda, cláusula prevendo resgate antecipado das debêntures pela Gafisa, mediante prêmio de 2,5%.

Para Eduardo Silveira, analista da Fator Corretora, a renegociação não deve ter impacto sobre o preço das ações, pois já era esperada. Ontem, a Gafisa fechou cotada a R$ 21,14, com queda de 0,5%. No ano, a alta é de 103,7%. O índice de construção ontem subiu 0,84% e no ano acumula ganho de 119,3%.

A relação dívida líquida sobre patrimônio líquido da Gafisa é de 66%, já ajustada pela participação minoritária na Tenda, uma das mais altas entre as grandes. "A empresa precisa estudar alternativa para reduzir o endividamento", diz em seu relatório. Recentemente, a Gafisa cancelou uma oferta primária de ações, na qual previa captar entre R$ 600 milhões e R$ 700 milhões, pois não teve boa receptividade por parte dos investidores.

Fonte: Valor Econômico

x
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins: