Ganho da Caixa subiu 37% em 2011: R$ 5,2 bi

Texto: Redação AECweb

Resultado foi puxado pelo aumento de 42% na carteira de crédito, principalmente o habitacional

08 de fevereiro de 2012 - Foi oficializada ontem a entrada de Guilherme Lacerda, ex-presidente da Funcef, o fundo de pensão da Caixa, durante o governo Lula, no BNDES.

Ele assumirá a vaga de Elvio Gaspar, assumindo as áreas de Inclusão Social, Meio Ambiente, Infraestrutura Social e Agropecuária. O banco informou que esta foi a primeira "substituição pura" na diretoria da gestão de Luciano Coutinho, uma vez que os outros diretores que saíram da instituição fizeram isso por aposentadoria ou a pedido, como foi o caso de Eduardo Ingerl e Armando Mariante.

Outro que saiu foi Wagner Bittencourt, que assumiu a Secretaria de Aviação Civil, com status de ministro.

Em nota, o BNDES afirmou que Gaspar obteve sucesso na ampliação da atuação do banco em inclusão social. Ele ficou sete anos no BNDES, trazido por Guido Mantega.

A área em que ocorre a troca é uma das mais suscetíveis à disputa política, devido a liberação de recursos para prefeituras e para atividades sociais. Ligado ao PT - ele foi secretário do governo Benedita da Silva no estado do Rio - Gaspar chegou a ser acusado de favorecimento de algumas prefeituras e uso político do cargo, mas nunca nada foi provado contra ele.

Da mesma forma, o novo titular da pasta também é petista.

Guilherme Lacerda, ligado ao ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, foi candidato a deputado federal pelo PT no Espírito Santo em 2010, quando obteve pouco mais de 48 mil votos.

Apesar de uma campanha de R$ 2 milhões, ele não foi eleito. Lacerda também ajudou a escrever o plano de governo do candidato Lula em 1989 e em 1994 e coordenou a campanha vencedora do petista no Espírito Santo em 2002. Fontes do partido informaram que a presidente Dilma Rousseff já tinha o objetivo de colocar Lacerda no banco há algum tempo, mas ele ainda sonhava com uma vaga de deputado - ele está na lista de suplentes capixabas.

Fonte: O Globo