Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Gestão dos resíduos da construção deverá melhorar

Texto: Redação AECweb

Meta é desenvolver um sistema declaratório de resíduos sólidos da construção para o Estado de São Paulo

02 de março de 2012 - O SindusCon-SP assinou em 28 de fevereiro dois acordos com a Secretaria de Meio Ambiente do Estado de São Paulo e a Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) que prometem um esforço conjunto no sentido de aprimorar a gestão de resíduos sólidos de construção e demolição. O evento, realizado no Palácio dos Bandeirantes, contou com a presença do presidente do SindusCon-SP, Sergio Watanabe, do governador Geraldo Alckmin, e do secretário estadual do Meio Ambiente, Bruno Covas.

Na ocasião foi formalizado um protocolo de intenção com a SMA e a Abrelpe (Associação Brasileira das Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais). A meta é desenvolver um sistema declaratório de resíduos sólidos da construção para o Estado de São Paulo. Também foi assinado um convênio do SindusCon-SP com a SMA para a implementação de ações de promoção da gestão de resíduos no setor. A ideia é que a partir do ganho de escala, a receita advinda da reciclagem de resíduos venha a compensar os custos implícitos em sua implantação.

Ao comentar a parceria, Watanabe frisou que o tema sustentabilidade já não se restringe a iniciativas isoladas de empreendedores, tornando-se inerente à competitividade das construtoras. “A criação de um sistema declaratório de resíduos está nos nossos planos há muito tempo e as política nacional e estadual irão viabilizar esse projeto”, disse.

Além do presidente do SindusCon-SP, participaram da solenidade os vice-presidentes Mauricio Bianchi e Francisco Vasconcellos (licenciado); o coordenador do Comasp, André Aranha Campos; o presidente da CompraCon-SP, Alexandre de Oliveira; a coordenadora de Estratégia e Produtividade, Roseane Petronilo, e a coordenadora técnica do Comasp, Lilian Sarrouf.

Pioneirismo - Em seu discurso, o secretário Bruno Covas destacou o pioneirismo da parceria com o SindusCon-SP e elogiou a proatividade da construção civil. “O Estado de São Paulo é pioneiro nesse tipo de acordo e estou muito feliz em perceber que o setor entendeu o que a secretaria pretendia e se antecipou em abrir o diálogo”, acrescentou. Na avaliação do governador Geraldo Alckmin, conscientizar o consumidor de que ele também é responsável pela destinação dos resíduos que produz é a principal meta desses acordos. “Uma política de logística reversa traz o censo de responsabilidade para quem usa, não só preservando a vida, como também estimulando a prática da reciclagem”, acrescentou.

A parceria prevê a elaboração de folhetos sobre pequenos e grandes geradores, áreas de transbordo e triagem, áreas de destinação e beneficiamento e transporte e eventos sobre o tema. Um vídeo e gibis abordando temas como preservação de água, energia e recursos naturais, coleta seletiva e destinação correta dos resíduos do setor será produzido em parceria com o Senai-SP.

Pesquisas conjuntas sobre a geração de resíduos nos municípios e educação ambiental, além de ações voltadas aos gestores públicos também deverão acontecer ainda em 2012. A iniciativa prevê ainda incentivos para a reciclagem, com o estimulo ao uso de agregados reciclados e a elaboração de normas técnicas que regulamentem sua utilização.

Fonte: Sinduscon - SP

x
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins: