Governo anuncia novas medidas de estímulo hoje

Texto: Redação AECweb

Prorrogação por três meses da menor tributação para a linha branca e itens ligados à construção civil será anunciado

29 de junho de 2009 - O governo vai aproveitar o evento marcado para hoje com os setores de bens de capital (indústria de máquinas e equipamentos e a de bens de capital para infraestrutura) para confirmar a prorrogação da desoneração do IPI para automóveis, produtos da linha branca e construção civil, cuja desoneração terminaria em 30 de junho.

O Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) incidente sobre os carros será mantido no patamar atual por mais três meses. Em outubro, a alíquota será elevada gradativamente até dezembro, mas ainda permanecerá em níveis inferiores ao período pré-crise, segundo a agência Reuters.

O impacto para o governo será de cerca de R$ 2 bilhões no segundo semestre, no que se refere aos carros. O governo também anunciará a prorrogação por três meses da menor tributação para a linha branca e itens ligados à construção civil.

A Associação Brasileira da Indústria de Máquinas (Abimaq) e a Associação Brasileira da Infraestrutura e Indústrias de Base (Abdib) estão confirmadas no evento de hoje, descrito na agenda do presidente Luiz Inácio Lula da Silva como "cerimônia de anúncio de medidas de estímulo à economia". Para estes setores, as medidas são concentradas na redução das taxas de juros e no aumento dos prazo para financiamentos.

As presenças dos representantes das montadoras (Jackson Schneider, presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos-Anfavea), linha branca (Lourival Kiçula, presidente da Associação Nacional de Fabricantes de Produtos Eletroeletrônicos-Eletros ) e construção civil (Melvyn Fox, presidente da Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção-Abramat) são esperadas, mas não foram confirmadas.

Fonte: Valor Econômico – SP