Governo bloqueia recursos para obras de corredores de ônibus em SP

Texto: Redação AECweb/e-Construmarket

Em auditoria realizada pelo Tribunal de Contas da União (TCU), foram constatados indícios de irregularidades graves na execução dos projetos


Paralisação abrange obras dos corredores de ônibus da Radial Leste (trechos 1 e 2), Capão Redondo-Vila Sônia e Aricanduva (Créditos: Fabio Arantes / SECOM)

24/01/2019 | 12:36 - O Congresso Nacional bloqueou a liberação de recursos para as obras dos corredores de ônibus da Radial Leste (trechos 1 e 2), Capão Redondo-Vila Sônia e Aricanduva, localizados na cidade de São Paulo. Em auditoria realizada pelo Tribunal de Contas da União (TCU), foram constatados indícios de irregularidades graves nos empreendimentos: sobrepreço (Radial) e restrição à competitividade da licitação (Capão Redondo-Vila Sônia e Aricanduva).

As obras fazem parte do Anexo 6 da proposta de Orçamento da União, aprovada em 19 de dezembro do ano passado pelo Congresso. O documento lista um total de 11 obras que terão os recursos retidos em 2019. Os recursos para o corredor de ônibus da Radial já haviam sido bloqueados no Orçamento de 2018.

O empreendimento poderá voltar a receber os recursos após serem tomadas medidas para sanar as irregularidades apontadas pelo TCU, com o aval da Comissão Mista de Orçamento.

Os contratos que não estiverem no anexo podem ser executados normalmente.