Grande SP tem propostas para casas populares

Texto: Redação AECweb

Propostas acrescentam 801 imóveis aos 1.108 já apresentados no balanço de todo o Estado

08 de maio de 2009 - O programa Minha Casa, Minha Vida recebeu nesta semana quatro projetos de construtoras interessadas em erguer empreendimentos para famílias com renda de até três salários mínimos na região metropolitana de São Paulo. As propostas acrescentam 801 imóveis aos 1.108 já apresentados no balanço de todo o Estado. Desses, 200 são na capital, e 601, em Mogi das Cruzes.

As propostas, que estão em análise na Caixa Econômica Federal, contrariam o discurso do governo do Estado e da Prefeitura de São Paulo, reforçado pelo presidente do Sinduscon local, Sergio Watanabe, que afirmaram ser muito difícil construir habitações para essa faixa de renda por R$ 52 mil (apartamentos) e R$ 48 mil (casas), teto fixado para as regiões metropolitanas do Estado. Segundo o superintendente regional da Caixa, Valter Nunes, havia 137 unidades na Grande São Paulo, em Taboão da Serra, entre as 1.108 já contabilizadas.

Ontem, começou a divulgação do Feirão Caixa da Casa Própria, a ser realizado do próximo dia 14 a 21 de junho em dez cidades do país. O primeiro será no Rio, de 14 a 17 deste mês. Em São Paulo, será entre os dias 21 e 24.

A superintendente nacional de Habitação do banco, Bernadete Coury, contabilizou ontem o recorde de financiamentos da Caixa, com o empréstimo de R$ 10 bilhões até abril, alta de 104% ante igual período de 2008. Em quantidade, o aumento foi de 114%, com o financiamento de 96 mil moradias.

Fonte: Folha de São Paulo