Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Imóveis residenciais ficam um pouco mais caros em abril, diz Abecip

Texto: Redação AECweb/e-Construmarket

Índice Geral do Mercado Imobiliário Residencial, que apura o valor de venda dos imóveis no Brasil, cresce 0,02% em abril e mantém redução da deflação acumulada em um ano


O acumulado dos últimos 12 meses continua com baixa de - 0,29% (Crédito: JETACOM AUTOFOCUS/Shutterstock)

28/04/2018 | 14:45 – O Índice Geral do Mercado Imobiliário Residencial (IGMI-R) apresentou um pequeno aumento de 0,02% em abril. Embora inferior à variação registrada em março (0,06%), o número confirma a tendência de redução da queda acumulada em 12 meses. Em março, a deflação anual registrada foi de 0,36%; em abril, caiu para 0,29%. Os dados são da Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip).

Na comparação do primeiro quadrimestre de 2018 contra o mesmo período de 2017, a queda é de 0,35%. De acordo com a Abecip, a queda de 3,69% nos preços dos imóveis do Rio de Janeiro influenciou diretamente no desempenho do quadrimestre.

Outras quatro capitais também tiveram quedas na do mesmo período: Belo Horizonte (-1,82%), Fortaleza (-0,35%), Recife (-1,11%) e Porto Alegre (-0,02%). Em contrapartida, Goiânia (0,06%), Salvador (0,44%), Curitiba (0,46%) e São Paulo (0,79%) tiveram desempenho positivo.

Comparado com janeiro, registrou-se alta em fevereiro nas regiões Sul (0,43%) e Centro-Oeste (0,42%). Por outro lado, o Norte teve queda de -1,90%, seguido pelo Sudeste (-0,19%) e Nordeste (-0,03%).

Na comparação dos últimos 12 meses, houve uma desaceleração no ritmo de queda acumulada em 12 meses em quase todas as capitais. Em alguns casos, houve variação em torno de valores positivos, cujo destaque é São Paulo (0,84% em abril).

Capitais abril/18 (%) 12 meses (%)
Recife 0,07 - 0,91
Porto Alegre 0,04 0,52
Belo Horizonte 0,03 - 1,34
Fortaleza 0,03 - 0,65
São Paulo 0,02 0,84
Curitiba 0,02 0,21
Goiânia 0,02 0,23
Rio de Janeiro - 0,01 - 3,72
Salvador - 0,01 - 2.362
Brasil 0,02 - 2.362
x
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins: