Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Índice Nacional da Construção Civil varia 0,22% em novembro

Texto: Redação AECweb/e-Construmarket

Parcela da mão de obra apresentou variação de 0,24%

07 de dezembro de 2012 - O Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi), calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em convênio com a Caixa, apresentou variação de 0,22% em novembro, recuando 0,12 ponto percentual em relação a outubro (0,34%). Considerando os meses de janeiro a novembro de 2012, a taxa de 5,23% está abaixo de igual período do ano anterior, quando havia ficado em 5,52%. O resultado dos últimos doze meses situou-se em 5,36%, abaixo dos 5,51% registrados nos doze meses imediatamente anteriores. Em novembro de 2011, a taxa foi de 0,37%.

O custo nacional da construção, por metro quadrado, que no mês de outubro fechou em R$ 850,06, em novembro passou para R$ 851,96, sendo R$ 452,14 relativos aos materiais e R$ 399,82 à mão de obra.

A parcela da mão de obra apresentou variação de 0,24%, recuando 0,18 ponto percentual em relação ao mês anterior (0,42%). Os materiais também apresentaram queda, com uma diferença negativa de 0,06 ponto percentual, passando de 0,27%, em outubro, para 0,21%, em novembro. No ano, a mão de obra foi para 10,05%, enquanto os materiais registraram 1,30%. Os acumulados em doze meses foram: 10,05% (mão de obra) e 1,52%(materiais).

Pressionada pela parte complementar do reajuste salarial no Espírito Santo no mês anterior, a Região sudeste, com alta de 0,35%, apresentou a maior variação. regional, seguindo-se, em ordem decrescente: Região Nordeste (0,19%), Região Norte (0,15%), Região Centro-Oeste (0,08%) e Região Sul (0,07%).

Os custos regionais, por metro quadrado, foram: R$ 870,51 (Norte); R$ 797,69 (Nordeste); R$ 885,47 (Sudeste); R$ 864,79(Sul) e R$ 863,39 (Centro-Oeste).

Por fim, com relação aos acumulados, a Região Sul se destacou, com a maior variação no ano (7,60%), além da maior variação nos últimos 12 meses (7,79%).

Fonte: Investimentos e Notícias

x
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins: