Inflação da construção civil fecha setembro em 0,20%

Texto: Redação AECweb

Números mantém o patamar de agosto, mas são inferiores ao do mesmo período de 2008

09 de outubro de 2009 - O Índice Nacional da Construção Civil, calculado por meio do Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil (Sinapi), fechou o mês de setembro com alta de 0,20%.

Dados divulgados nesta quinta-feira (8) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que o resultado manteve o patamar de agosto (0,20%), mas foi inferior ao do mesmo período do ano passado (1,30%).

No ano, o índice acumula alta de 4,58% e nos 12 meses encerrados em setembro (anualizado), de 7,09%.

O estudo revela que a parcela dos materiais caiu de 0,29% para 0,26% e a relativa à mão de obra subiu de 0,07% para 0,12% no mesmo período.

A região com maior elevação foi a Nordeste, com alta de 0,30%. Já o Centro-Oeste registrou a menor taxa mensal (0,15%). Entre os estados, o Piauí apresentou o maior aumento (0,66%). O documento destaca, no entanto, que, sem a pressão exercida pelos reajustes salariais decorrentes de acordos coletivos, a alta foi inferior à verificada quando há negociação e assinatura de acordos.

Os custos regionais por metro quadrado foram: R$ 749,27 no Sudeste; R$ 702,35 no Norte; R$ 699,58 no Sul; R$ 678,02 no Centro-Oeste e R$ 661,93 no Nordeste.

Fonte: DCI - SP