Iniciados serviços de pavimentação nas obras da BR-116/RS

Texto: Redação PE

O processo construtivo de uma rodovia compreende diversos serviços, entre os quais estão os levantamentos topográficos, a supressão vegetal, a limpeza de terreno e a terraplenagem. Com o terreno aplainado, inicia-se uma série de fases referentes à pavimentação. Na duplicação da BR-116/RS (Guaíba a Pelotas), obra do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), o consórcio Brasília Guaíba/Ribas começou os trabalhos desta etapa realizando, em novembro, o bloqueio da camada de terraplenagem com material pétreo.

A atividade ocorre em trecho próximo ao km 416, no lote 05 do empreendimento, em Camaquã. O engenheiro responsável pelo procedimento, Giovani Nicoletti, explica que o serviço antecede a execução do macadame seco, que consiste na primeira camada de pedra (sub-base) do pavimento.

Quando este serviço estiver encerrado, o consórcio realizará a base de brita graduada, camada destinada a garantir estabilidade e durabilidade ao resultado final. Por fim, será aplicado o revestimento asfáltico.

Obra avança em mais de 185 km

Levantamento concluído em outubro indicou que o avanço das frentes de obra abrange 185,80 km, o que corresponde a 88,05% dos 211,20 km a serem duplicados. Doze obras de arte especiais (pontes e viadutos) estão em construção.

Simultaneamente, a STE – Serviços Técnicos de Engenharia S.A., responsável pela Gestão Ambiental do empreendimento, atua no desenvolvimento dos Programas Ambientais que visam minimizar, mitigar ou compensar possíveis impactos.

Fonte: Intelog - Porto Alegre/RS