Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Internet alavanca vendas de imóveis no ABC

Texto: Redação AECweb

Internet é uma estratégia de marketing para as construtoras, por ser uma ferramenta de publicidade com alto alcance e com o menor preço

12 de março de 2010 - A internet não é utilizada só para lazer, diversão ou bate-papo. Serve para pesquisa e, sobretudo, torna-se uma ferramenta na oferta e demanda de produtos, na qual os consumidores e vendedores a utilizam como forma de aproximar mercados, proporcionando de maneira mais fácil a venda, compra e troca.

DVDs, eletrônicos e livros são alguns dos produtos mais comprados pela internet, segundo estudos do e-bit, entidade especializada no segmento de comércio eletrônico (e-commerce). Mas, não são somente os produtos para entretenimento que atraem o consumidor, pois hoje a utilização da internet para auxiliar na compra de imóveis está substituindo a velha forma de pesquisa em que o comprador ficava dias e até meses andando e pesquisando pelas cidades imóveis disponíveis.

Segundo pesquisa realizada pelo site Google, um dos maiores na área de pesquisa na internet, hoje cerca de 90% dos consumidores que compraram ou pesquisaram imóveis utilizaram a internet durante alguma parte do processo, ou seja, mais de 5 milhões de buscas para imóveis, só utilizando o site Google.

Esses novos setores de venda são puxados também pelo aumento de confiança do consumidor na utilização da rede mundial de computadores. O estudo "Índice de Confiança do e-consumidor", realizado pela e-bit, junto com a Movimento Internet Segura (MIS) destacou a aprovação de 86.71% dos consumidores, no final do ano passado.

Tendência
Percebendo essa tendência, a construtora MBigucci, que é a líder do setor na região do ABC Paulista, decidiu investir R$ 15 mil por mês para aplicar na reformulação e manutenção da sua página na internet.

Anteriormente, a empresa afirma que disponibilizava apenas uma ferramenta de busca simples por imóveis, mas hoje permite a localização por imagens e mapas vias satélites, acesso a documentos, como plantas e memorial com matérias e acabamentos, plantões de vendas para informação detalhadas das formas de pagamento e preços.

Localização
"A novidade está no campo localização do imóvel. Além de ter a exata localização do condomínio pesquisado e tudo o mais que tem nas proximidades, o cliente pode, por exemplo, calcular a melhor rota e quanto tempo levará do imóvel que está buscando até o endereço do trabalho dele", explica o diretor de Marketing da construtora, Marcelo Bigucci.

Além de ajudar o consumidor, o uso da internet acaba sendo uma estratégia de marketing para as construtoras, por ser uma ferramenta de publicidade com alto alcance e com o menor preço.

"Acho que financeiramente, como mídia de marketing, é a maneira mais acessível de divulgação e também o meio mais barato. Principalmente porque a internet sempre é tendência entre os brasileiros. Hoje temos cerca de 350 mil acessos no site por ano", contou Bigucci.

Secovi-SP
O mercado imobiliário, que está em euforia por causa das apostas das construtoras que anunciam a todo momento bons resultados e aumento no lançamento de seus imóveis, de olho na forte demanda, para diminuir o déficit habitacional, além de incentivos como novas linhas de crédito para o setor, e o programa do governo federal para moradias para a baixa renda, "Minha Casa, MInha Vida", vivencia o crescimento da web como braço de negócios.

Para o diretor de Comercialização e Marketing do Secovi-SP, Antonio Conde, o Brasil ainda está atrasado nesse tipo de comercialização, que teve inicio no Canadá há pelo menos 10 anos e só agora ganha força no Brasil.

"É o melhor veículo de publicidade de imóvel, pois dá uma gama de informações que dificilmente você teria em outro meio. Mas ainda não estamos 100% preparados", opina Conde.

Ele afirma que 80% dos clientes da Rede Secovi começam a buscam o imóvel pela internet, outro termômetro de como essa tendência é forte nos mercados imobiliário e de construção civil brasileiros. Sites de imobiliárias, como a Lello, líder no mercado e que apresenta recorrentes pesquisas sobre o setor, reforçam a tendência de crescimento.

Rapidez e comodidade
Tempo, dinheiro, menos estresse são algumas das variáveis da pesquisa do imóvel pela internet. Os noivos Alexandre Moreira, de 25 anos, e Thais Molina, 21, não pensaram duas vezes na hora de adquirir uma casa própria e foram atrás de ferramentas de busca pela internet.

"Compramos uma unidade no condomínio Spazio Dell Arte, Ed. Picasso, na cidade de Santo André, no ABC Paulista. Economizamos tempo e gasolina, pois no site da MBigucci tinha todas as informações necessárias. Em um mês fechamos o negócio", disse ele, ao comentar sobre os planos para o futuro do casal.

Fonte: DCI – SP

x
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins: