Irregularidades em equipamentos de proteção são encontradas pelo Inmetro

Texto: Redação AECweb/e-Construmarket

"Operação Mãos à Obra" fez verificação no comércio

25 de fevereiro de 2013 - O Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia) identificou irregularidades em 6,7% dos EPI (Equipamentos de Proteção Individual) utilizados na construção civil.

A operação foi realizada dos dias 4 a 8 de fevereiro durante a "Operação Mãos à Obra", que visou verificar no comércio se os equipamentos tinham o selo que atesta conformidade com as regras do instituto.

Segundo o Inmetro, a operação foi realizada em lojas de todo o país. Foram realizadas 859 ações, verificando-se 200.519 produtos, entre capacetes de segurança para uso industrial, luvas isolantes de borracha e peça semifacial filtrante para partículas, conhecida como máscara descartável.

De acordo com o órgão, empresas que não se adequaram foram notificadas e serão penalizadas, com multas que variam de R$ 100 a R$ 1,5 milhão. . Os produtos irregulares foram apreendidos e serão encaminhados à destruição, após esgotadas as possibilidades de recurso.

Fonte: Folha de São Paulo