Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Japoneses mostram inovação em trincas e rachaduras em visita ao Sinduscon

Texto: Redação AECweb

Eles foram recebidos pelo presidente do SindusCon-SP, Sergio Watanabe

03 de fevereiro de 2012 - Na última semana de janeiro, quando se buscavam apurar as causas do desabamento de três prédios no Rio de Janeiro, missão empresarial japonesa visitou o SindusCon-SP no dia 31 para apresentar novas tecnologias não invasivas de diagnóstico de trincas e rachaduras, bem como insumos especialmente fabricados para a realização dos reparos.

Compareceram ao encontro, entre outros, os diretores da Nishinomiya Industrial, Toshihisa Miyata; da Massaclean, Masayuki Sayama; da Nexco-West USA, Koji Mitani; e o presidente da Federação das Associações de Províncias do Japão no Brasil, Akinori Sonoda.

Eles foram recebidos pelo presidente do SindusCon-SP, Sergio Watanabe, acompanhado dos vice-presidentes de Obras Públicas, Luiz Antônio Messias e Yves Verçosa. Também convidados, compareceram o gerente de Relações Institucionais do Sinicesp, Carlos Alberto Laurito; os vice-presidentes desta entidade, João Leopoldino Neto, e da Apeop, Marcos Prado Borsari.

Em sua exposição, Mitani mostrou como sua empresa tem diagnosticado o nível de gravidade de rachaduras em pontes e viadutos por meio de câmaras de vídeo e máquinas fotográficas. O sistema utiliza sensores de infravermelho e softwares especialmente desenvolvidos, e os resultados podem ser visualizados até no Google Earth.

Ele também apresentou materiais para reparos, como um preparado de epoxy que penetra na trinca sem necessidade de injeção, e um produto à base de gesso, o Eco Power Five. Misturado ao concreto na base de 10 g para cada 4 m³, ele aumentaria a resistência a fissuras.

Respondendo a uma indagação de Yves Verçosa, Mitani informou que a tecnologia também pode auxiliar no diagnóstico de estruturas de edifícios.

Já Sayama apresentou o selante Nanocon para reparos em trincas, que teria propriedades protetoras contra o frio e a maresia, além de reforçar a resistência, e o fixador Sper FSX, que também é impermeabilizante e antifungicida.

Também participaram do encontro o superintendente do SindusCon-SP, Antônio Laskos; a coordenadora Herika Puríssimo e o assessor jurídico Renato Romano.

Fonte: Sinduscon - SP

x
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins: