Locações novas crescem 29% em 2011 na cidade de SP

Texto: Redação AECweb

Imóveis mais procurados foram apartamentos de dois dormitórios situados próximos a estações de metrô

17 de fevereiro de 2012 - O número de novos contratos de locação de imóveis residenciais cresceu 29% na cidade de São Paulo em 2011, na comparação com o ano anterior. É o que aponta o mais recente balanço da Lello, empresa líder em administração imobiliária no Estado.

Na comparação com o ano de 2009, o crescimento foi de 11,3%. Os imóveis mais procurados foram apartamentos de dois dormitórios situados próximos a estações de metrô. O valor médio das novas locações foi de R$ 1,8 mil, contra R$ 1,6 mil em 2010.

A região da Mooca respondeu por 16% dos novos contratos de locação em 2011, mesmo percentual do Tatuapé. Já as áreas de Moema e da Vila Mariana representaram 15% dos novos negócios, mesmo percentual de Santana.  Perdizes e Pinheiros representaram 14% das novas locações, e a região dos Jardins, 10%.

A Lello também fechou 8% de suas locações no Grande ABC e outros 6% na cidade de Campinas, onde inaugurou filial em 2011.

“O movimento de crescimento do mercado de aluguéis residenciais deverá se manter neste ano. A demanda por casas e apartamentos continua expressiva, e hoje o investimento na compra de imóveis para locação a terceiros é, mais do que nunca, uma excelente oportunidade”, avalia Roseli Hernandes, diretora comercial da Lello Imóveis.

Fonte: Investimentos e Notícias