Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Mais de 38 mil moradias são construídas no Ceará

Texto: Redação AECweb

Governo do Estado promete mais 1.052

14 de julho de 2011 - Até junho deste ano, 38.004 unidades habitacionais destinadas às pessoas que vivem em áreas de risco começaram a ser construídas ou foram finalizadas no Ceará. As informações são da Secretária das Cidades.

Para o segundo semestre, o Governo do Estado promete mais 1.052 moradias. Os projetos prevêem construção de habitações de interesse social, além de indenizações, permutas e melhorias. As moradias têm, em média, 45 metros quadrados, dois quartos, sala, cozinha e banheiro.

Dentre os programas de construção de casas, destaca-se o projeto Maranguapinho, que prevê a construção de 6.543 unidades habitacionais, parte já concluída e entregue. Na sequência, o Leilão Habitacional, feito em parceria com as prefeituras, entregará 4.812 moradias.

Do Programa Minha Casa Minha Vida, foram liberadas 4.060. Pelo Programa Operações Coletivas, serão entregues 4.263 casas. Já o programa Pró-Moradia já tem 2.223 moradias asseguradas. As casas em construção pelo Fundo Nacional de Habitação de Interesse Social (FNHIS) e pelo Programa de Subsidio à Habitação (PSH) somam 2.100.

O Projeto Rio Cocó, previsto para iniciar no segundo semestre deste ano, terá 1.649 unidades habitacionais. Enquanto o projeto de requalificação da comunidade do Dendê, em Fortaleza, prevê 1.152 novas casas. Todas já com recursos garantidos. Foram entregues ainda 150 novas moradias com 100% de recursos oriundos do Governo do Estado.

Quanto às indenizações, segundo informações do Governo do Estado, foram pagas 1.486 e estão previstas mais 3.170. As indenizações são concedidas aos beneficiários que optaram por não serem reassentados nos residenciais e destinam-se à aquisição de moradias em local de sua escolha, mas com acompanhamento pelo Estado. As informações são do Governo do Ceará.

Fonte: O Povo - CE

x
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins: