Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Mais fôlego para a construção civil

Texto: Redação AECweb

Redução do IPI para alguns itens e o incremento de investimentos no PAC são alguns dos incentivos concedidos ao segmento

02 de junho de 2009 - O setor da construção civil brasileiro é um dos que mais recebem aportes, tanto do governo federal quanto da iniciativa privada. Prova disso são os recursos e as medidas anunciados este ano para o fomento do setor diante da atual crise mundial, que desde o ano passado afeta o Brasil.

A redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para alguns itens da cadeia produtiva da construção e o incremento de investimentos da ordem de R$ 142,1 bilhões no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) até 2010 são alguns dos incentivos para dar fôlego aos canteiros de obras do País.

A redução de IPI para os materiais de construção civil chegou em boa hora. Assim como aconteceu na indústria automobilística, a ação atingiu vários materiais de construção. O cimento, por exemplo, teve o imposto diminuído de 4% para zero.

O IPI de tintas, vernizes e do chuveiro elétrico saiu de 5% para zero. Também tiveram a alíquota zerada torneiras, válvulas, lajes, pastilhas, ladrilhos e revestimentos, entre outros. O benefício valerá até o dia 16 de julho e a desoneração para o período é estimada em R$ 88 milhões.

A redução no IPI está fazendo diferença nas obras e estimulou o comércio a fazer promoções. A Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção calcula que, depois da redução do imposto, a economia em uma obra possa chegar a 5%.

Fonte: DCI - SP
x
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins: