Manuais de Escopo ultrapassam 100 mil downloads

Texto: Redação AECweb

Coordenado pelo Secovi-SP, o trabalho de desenvolvimento dos documentos é feito há uma década por associações de profissionais ligados ao mercado imobiliário

25 de outubro de 2011 - Os números comprovam o sucesso dos Manuais de Escopo de Projetos, trabalho coordenado pela vice-presidência de Tecnologia e Qualidade do Secovi-SP (Sindicato da Habitação): em 10 anos de existência, já são mais de 122 mil downloads de manuais e checklists, feitos por cerca de 20 mil usuários. Os dados são monitorados há cinco anos pelo Sindicato.

“Produzir e disponibilizar os Manuais gratuitamente ao setor é uma forma de estimular o desenvolvimento de melhores projetos, que alcancem elevados padrões de qualidade, sempre alinhados às novas práticas do mercado e à atualização da normalização que rege o mercado imobiliário”, afirma Marcos Velletri, diretor de Tecnologia e Qualidade do Secovi-SP, responsável pela supervisão dos manuais em conjunto com o também diretor Ricardo Bunemer. “O expressivo número de downloads traduz o bom aproveitamento dos manuais pelos profissionais não só do Brasil como do exterior.”

O diretor do Secovi-SP ressalta que o trabalho é voluntário, feito por profissionais de 11 associações ligadas ao segmento. “Estamos sempre atentos às novidades e necessidades do setor para manter os manuais atualizados”, diz Velletri.

Henrique Cambiaghi, da Associação Brasileira dos Escritórios de Arquitetura (AsBEA), destaca que os manuais proporcionam a melhor integração de áreas envolvidas num projeto. “Os manuais procuram sistematizar e organizar o trabalho projetual e colocar articulação entre as diversas especialidades para que o projeto tenha compatibilidade eficiente”, diz. “Os manuais deixam bem claras as necessidades de cada especialidade, ajudando os projetistas a exigirem briefings mais completos.”

Cambiaghi não deixa de mencionar a relevância que os manuais vêm ganhando no mercado a cada ano. “Os documentos são usados por Senac, Sesc, órgãos públicos e outros, servindo de termo de referência para contratação de projetos não apenas pelo mercado imobiliário”, lembra. “Os conceitos e princípios dos manuais estão se sedimentando no desenvolvimento de projetos das principais empresas do mercado imobiliário, mas ainda precisa ser absorvido por outras.”

Na semana passada, representantes de todas as associações se reuniram na sede do Sindicato para finalizar o trabalho de revisão dos 13 manuais. A tarefa durou sete meses. O próximo documento a ser lançado é o Manual de Luminotécnica, previsto para o primeiro semestre de 2012.

Interessados em consultar os manuais podem acessá-los pelo portal www.manuaisdeescopo.com.br.

Fonte: Secovi – SP