Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Mão de obra pressiona preços na construção civil em 2010

Texto: Redação AECweb

Índice é formado pela inflação de materiais, equipamentos e serviços, que foi de 5,36%, e pelo avanço da mão de obra, que ficou em 10,41% no ano

07 de janeiro de 2011 - A alta de preços no setor de construção civil foi impulsionada pelos reajustes da mão de obra. Em 2010, o INCC (Índice Nacional da Construção Civil), medido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), acumulou alta de 7,77%. Em dezembro, o avanço foi de 0,67%.

O índice é formado pela inflação de materiais, equipamentos e serviços, que foi de 5,36%, e pelo avanço da mão de obra, que ficou em 10,41% no ano. De acordo com o economista da Fundação Getúlio Vargas (FGV), Salomão Quadros, os dados deixam claro a influência da mão de obra na composição.

"Os preços de materiais e serviços também subiram e ajudaram a formar um quadro de inflação mais alto, mas a influência da mão de obra foi maior", disse. Ele explicou ainda que, em dezembro, o INCC foi impulsionado pelo reajuste específico dos salários em Belo Horizonte. Por isso, o índice acelerou 0,3 ponto percentual, para 0,67% no último mês do ano.

De acordo com o economista, os preços de materiais e equipamentos saíram de deflação de 1,91% em 2009, para uma alta de 5,02% em 2010. Já a inflação dos serviços na construção saltou de 5,36%, para 6,7%, de um ano para o outro.

Fonte: Valor Online

x
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins: