Materiais: gasto médio deverá ser de R$ 469 no ano

Texto: Redação AECweb

Região Sudeste vai responder por 54%. A Norte, por 4,9%


29 de março de 2011 - O consumo per capita do brasileiro com materiais de construção em 2011 deve girar em torno de R$469, aponta pesquisa do Ibope Inteligência. Segundo o levantamento, o setor movimentará R$76,4 bilhões este ano. A Região Sudeste deverá ser a maior consumidora, responsável por 54,5% (R$41,66 bilhões) das vendas, com consumo per capita estimado em R$552.

O potencial de consumo da Região Sul fica em segundo lugar (17,2%), seguida por Nordeste (14,6%), Centro-Oeste (8,8%) e Norte (4,9%). Quando analisado o valor per capita, a Região Sul é a mais representativa, com gasto médio anual de R$559.

A classe B, responsável por 23,5% dos domicílios urbanos, é a que apresenta maior potencial de aquisição de materiais: 43,2%. Já a classe C, com 50,4% dos domicílios urbanos, responde por 33,1% do potencial de consumo, enquanto a classe A (2,5% dos domicílios) tem potencial de 18,4% e a D/E (23,6% dos domicílios), de 5,3%.

Setor cresceu pelo 16º mês consecutivo em fevereiro

Em fevereiro, as vendas de material de construção cresceram pelo décimo sexto mês consecutivo. Segundo a Associação Brasileira de Materiais de Construção (Abramat), a alta foi de 11,46%, na comparação com o mesmo mês de 2010. Para o ano, a previsão é de crescimento de 9%: “O desempenho continua alinhado com o crescimento da construção, a expansão do crédito e o aumento da renda média das famílias”, diz o presidente da Abramat, Melvyn Fox.

Fonte: O Globo