Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Material de construção cresce 4% em 30 dias

Texto: Redação AECweb

Destaque ficou por conta dos tubos de PVC, que apresentaram crescimento de 8% nas vendas

02 de setembro de 2011 - As vendas do varejo de material de construção cresceram 4% em agosto em relação ao mesmo período do ano passado. Na passagem de julho para agosto, o incremento foi menor, de 1,5%, mostra pesquisa mensal feita pela Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção (Anamaco). O destaque ficou por conta dos tubos de PVC, que apresentaram crescimento de 8% nas vendas. Interruptores, cal hidratada, cerâmica e cimento avançaram 2% no período.

Das dez categorias analisadas no levantamento, apenas duas - metais e argamassas - não apresentaram incremento.

Para a Anamaco, a estabilidade das vendas desses materiais pode ser explicada pelo aumento dos preços. Nos últimos 12 meses, o setor acumula 5,5% de crescimento das vendas, próximo à previsão estimada para 2011, que é de 6%.

Segundo o presidente Anamaco, Cláudio Conz, com a chegada do fim do ano, os comerciantes do setor estão mais otimistas. Para setembro, cerca de 70% dos entrevistados esperam crescimento das vendas. Ele destaca que na Região Norte o comércio de material de construção vem se destacando por seu crescimento superior às demais. No mês de julho, as vendas do setor na região avançaram 5% em relação a junho.

Por outro lado, o Custo Unitário Básico (CUB) da construção civil do Estado de São Paulo se manteve praticamente estável em agosto, com leve acréscimo de 0,06% em relação a julho, chegando a R$ 952,43 por metro quadrado. O CUB é o índice que reflete a variação dos custos dos contratos de obras, calculado pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (Sinduscon-SP) e pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Fonte: DCI

x
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins: