Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Mercado sofre com poucos profissionais em real estate

Texto: Redação AECweb/e-Construmarket

No Brasil, um dos poucos cursos que prepara profissionais para atuar no mercado de gestão de empreendimentos imobiliários é o da Poli-USP

13 de dezembro de 2012 - O aquecimento do mercado imobiliário brasileiro observado nos últimos anos causou um aumento da procura por profissionais especializados na gestão de empreendimentos imobiliários e de base imobiliária, como é definido o segmento de real estate. Porém, muitos profissionais que atuam nessa área não possuem a formação e as competências necessárias, e baseiam suas decisões mais na intuição ou nas ações dos concorrentes do que na percepção dos riscos envolvidos nas operações de investimentos imobiliários. 

“Ao lançar um empreendimento imobiliário, muitas vezes o investidor não sabe se o projeto atende às exigências do público para o qual foi planejado, se esse público terá condições financeiras para pagar e se ele próprio será capaz de construir o empreendimento dentro do custo estimado. Por isso, a tomada de decisão em real estate representa, em grande parte, um problema de percepção de riscos”, avalia a professora Eliane Monetti, que coordena a parte operacional do curso de MBA em Real Estate – Economia setorial e mercados, juntamente com o prof. João da Rocha Lima Jr, responsável pela parte acadêmica.

Pioneiro no Brasil, o curso oferecido pelo Programa de Cursos de Extensão (Poli-Integra/FDTE), da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP) prepara profissionais que tomam decisões de investimentos imobiliários de alto nível em grandes organizações, como construtoras, incorporadoras, bancos e fundos de investimento. Por isso, passou a ser procurado por empresas de real estate na prospecção de novos profissionais. “Trata-se de um curso de especialização que se propõe a treinar o profissional em técnicas de planejamento financeiro, econômico e operacional para todos os segmentos do mercado”, conta Monetti.

“As técnicas, que incluem modelagem computacional, possibilitam construir indicadores que vão auxiliá-los na tomada de decisão baseada no risco das operações”, acrescenta. Os alunos aprendem a analisar mercados, e fazem uma imersão nos diferentes segmentos do mercado imobiliário nos quais podem trabalhar, cujas características de negócios e públicos-alvo são muito diferentes.  

Um exemplo é o segmento residencial para alto poder aquisitivo. Para este público, o preço do imóvel representa uma questão secundária. Porém, o empreendimento precisa ter todas as características que valorizam, incluindo quem são os vizinhos e o autor do projeto arquitetônico – um perfil muito distinto da classe média que procura um imóvel cujos atributos caibam no seu orçamento.

Os participantes também aprofundam os conhecimentos sobre os empreendimentos de base imobiliária – hotéis, shopping centers, escritórios comerciais e galpões industriais, entre outros. “Os alunos passam igualmente por diferentes disciplinas durante o curso para entender o que é necessário para poder atuar em cada um desses segmentos”, conta Monetti.

Na disciplina de planejamento estratégico e formatação de empreendimentos de base imobiliária, por exemplo, eles redimensionam alguns dos shopping centers existentes em São Paulo.  Em outras disciplinas, aprendem a lidar com veículos e instrumentos do mercado de capitais, como fundos de investimento imobiliário e certificado de recebíveis imobiliários.

Inscrições – O curso dura, em média, dois anos e meio. O aluno deverá cumprir 14 das 17 disciplinas oferecidas, cuja grade é flexível e adequada a quem precisa conciliar trabalho com estudo. As aulas são ministradas no período noturno, nas dependências da Escola Politécnica da USP. Os professores, em sua maioria, são da Poli e da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA) da USP. A próxima turma terá início no final de fevereiro de 2013. Inscrições e informações: http://www.poli-integra.com.br/

Fonte: Poli-USP

x
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins: