Minha Casa Minha Vida deve ser assinado em janeiro em Araras-SP

Texto: Redação AECweb

Projeto da cidade de Araras (SP) prevê a construção de duas vilas financiadas pelo Governo Federal, ambas para famílias que recebem até três salários mínimos

03 de janeiro de 2010 - A assinatura do Programa do governo federal Minha Casa Minha Vida, entre a Prefeitura e a Caixa Econômica, deve acontecer em janeiro de 2010. Esta é a expectativa da administração municipal de Araras (SP), que já realizou todos os trâmites burocráticos necessários para a concretização do convênio.

De acordo com a Secretaria Municipal de Planejamento, a tramitação já está em fase avançada. "Já realizamos e enviamos todos os projetos urbanísticos e a documentação necessária para a Caixa Econômica Federal. Estamos aguardando agora a aprovação da Caixa para o início dos trabalhos", explicou o secretário da pasta, Felipe Beloto.

O programa, lançado em 25 de março deste ano, prevê a construção de duas vilas em Araras, financiadas pelo governo federal, ambas para famílias que recebem até três salários mínimos. Uma será construída no bairro Narciso Gomes, mais precisamente na Avenida Presidente Costa e Silva, com 368 moradias. A outra será construída no Jardim Sobradinho, na Rua João Buzo, com capacidade para 216 casas.

"Nosso objetivo é construir duas vilas que possam amenizar o déficit de moradias em Araras. Algumas unidades serão, inclusive, adaptadas para deficientes físicos, o que mostra a preocupação da Prefeitura com essa parcela da sociedade que também tem seus direitos", destacou Beloto.

Os projeto prevê a construção de apartamentos populares com área mínima de 44,28 m² - e serão destinados a famílias que recebem até três salários mínimos mensais (R$ 1.395) e não foram beneficiadas anteriormente por outros programas habitacionais do governo.

A inscrição e seleção para participar do sorteio das unidades serão feitas pela Emhaba (Empresa Municipal de Habitação de Araras), mas ainda não têm data prevista para acontecer.

As últimas casas populares foram entregues em Araras em 1999, na gestão do então prefeito Warley Colombini, e formaram o Jardim Dom Pedro II, que fica na zona leste. Desde então, houve apenas discussões sobre o assunto, que não chegaram a ser concretizadas.

Brambilla também estava tentando a construção de casas através da CDHU, órgão vinculado à Secretaria Estadual de Habitação. Entretanto, o prefeito já admite que o conjunto habitacional pode ser incluído no Programa Minha Casa Minha Vida do Governo Federal porque a CDHU estaria fazendo exigências que não poderiam ser cumpridas pela Prefeitura e o programa federal seria mais viável para atender pessoas com renda acima de três salários mínimos.

Ele também garantiu que não seria uma volta a estaca zero com o processo, já que assim que assinando com o contrato com a Caixa Econômica Federal, em janeiro, devem ser abertas inscrições para construção das demais casas, inclusive na Via Novela.

Fonte: Prefeitura Municipal de Araras