Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Nível baixo do emprego faz setor rever crescimento do PIB

Texto: Redação AECweb/e-Construmarket

Ritmo reduzido fez o SindusCon-SP rever a estimativa, de cerca de 3,5% para 3%

28 de maio de 2013 - O nível de emprego na construção civil brasileira cresceu 1,11% em abril na comparação com março, com a criação de 38,2 mil vagas no país, de acordo com a pesquisa mensal feita pelo SindusCon-SP (Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo) em parceria com a FGV. Entretanto, o número é inferior ao 46,4 mil novos postos de trabalho gerados em abril do ano passado.

“Esta redução no ritmo de crescimento do emprego, junto com outros indicadores do desempenho da economia, fez o SindusCon-SP rever sua estimativa de crescimento do PIB do setor neste ano, de cerca de 3,5% para 3%”, disse o presidente do SindusCon-SP, Sergio Watanabe.

No acumulado do ano, o indicador apresenta alta de 3,39%, com a contratação de 114,3 mil trabalhadores. No mesmo período de 2012, o setor havia gerado um número maior: 169,7 mil novos empregos.

No acumulado dos últimos 12 meses, o número de trabalhadores empregados cresceu 1,17%, com a criação de 40,3 mil vagas (contra 255,6 mil nos 12 meses encerrados em abril de 2012).

Com o resultado, a construção brasileira empregava no final de abril deste ano 3,488 milhões de trabalhadores com carteira assinada.

No mês de abril, o emprego na construção brasileira registrou acréscimo em todas as regiões em relação a março.

Dos 3,488 milhões de trabalhadores empregados com carteira assinada ao final de abril, cerca de 1,765 milhão estavam no Sudeste, 734 mil no Nordeste; 488,2 mil no Sul; 284,4 mil no Centro-Oeste e 215,7 mil no Norte.

Estado de São Paulo – O número de contratações na construção no Estado de São Paulo cresceu 1,33% em abril frente a março, com a abertura de 11,8 mil vagas – número inferior aos 13,1 mil empregos abertos em abril de 2012.

Nos primeiros quatro meses de 2013 foi registrada alta de 4 %, com as contratações no Estado totalizando 35 mil. No mesmo período de 2012, foram 42,2 mil.

Ao final de abril, as empresas paulistas da construção somavam 901,7 mil empregados com carteira assinada. No mês todas as regiões apresentaram alta no nível de emprego.

Fonte: Sinduscon – SP

x
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins: