Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Norma revisada melhora ensaios de blocos de concreto para alvenaria

Texto: Redação AECweb/e-Construmarket

Profissionais especialistas acreditam que haverá melhora e maior homogeneidade nos ensaios

26 de abril de 2013 - Os blocos de concreto para alvenaria têm, a partir deste mês de abril, uma norma de ensaio – a NBR 12.118/2007- Blocos vazados de concreto simples para alvenaria - Métodos de ensaio – revisada e que ganha critérios mais claros e bem definidos para verificar a sua conformidade às exigências técnicas. É que essa norma, que havia passado por uma primeira revisão em 2011, foi submetida à nova revisão por comissão da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), com um texto, publicado em março, que define, entre outros, os critérios de ensaio para verificação da análise dimensional, de taxa de absorção de água, área líquida e resistência à compressão e de retração por secagem.

Com esses novos critérios, os técnicos e especialistas na produção e uso do bloco de concreto para alvenaria acreditam que haverá melhora e maior homogeneidade nos ensaios dos blocos. “Com esse novo texto revisado e os critérios definindo melhor itens de ensaio importantes, deverá haver um aperfeiçoamento e melhor entendimento por parte dos operadores dos equipamentos laboratoriais das exigências da norma”, avalia o arquiteto Carlos Alberto Tauil, consultor técnico da BlocoBrasil - Associação Brasileira da Indústria de Blocos de Concreto.

Além da revisão da NBR 12.118, também a NBR 6.136/2008 – Requisitos para blocos de concreto já está em processo de revisão por comissão específica do CB18/ABNT, com previsão para concluir o processo ainda este ano.

“O setor de blocos de concreto está atento para as exigências de revisão das normas existentes, visando à sua permanente atualização. A cadeia produtiva da construção brasileira, incluídos fabricantes, laboratórios, projetistas e construtores, assim, têm a garantia de adquirir blocos de concreto de qualidade, produzidos e ensaiados de acordo com as melhores técnicas internacionais em vigor”, avalia Marcelo Kaiuca, presidente da BlocoBrasil.

Fonte: Bloco Brasil

x
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins: