Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Nova base na Antártida será reconstruída

Texto: Redação AECweb/e-Construmarket

Estação Comandante Ferraz foi destruída por incêndio em 2012 e Instituto de Arquitetos escolhe projeto

17 de abril de 2013 - O projeto elaborado pelo arquiteto Fábio Henrique Faria, de Curitiba, foi escolhido pelo IAB (Instituto de Arquitetos do Brasil) para a reconstrução da Estação Comandante Ferraz, base de pesquisa científica brasileira na Antártida.

O prêmio para o vencedor é de R$ 100 mil, que representa um adiantamento de um contrato de R$ 5 milhões com a Marinha.

A estação foi destruída por um incêndio, em fevereiro do ano passado, que deixou dois mortos e um ferido.

A nova base terá dois blocos horizontais, dispostos paralelamente, com as extremidades envidraçadas para permitir a entrada de luz.

O trabalho foi escolhido por meio de concurso público. Agora, a Marinha, que administra a base, vai fazer uma licitação para escolher quem vai construir os dois prédios.

O objetivo da Marinha é que em novembro, verão na Antártida, já seja lançada a pedra fundamental da nova base. A obra deverá estar concluída em cinco meses.

Os prédios projetados são pré-moldados e serão apenas montados lá.

A competição teve 109 equipes e 74 trabalhos entregues. A área onde a estação será instalada tem 3,2 mil m² e fica no mesmo local onde a anterior pegou fogo.

Reconstrução


A estimativa da Marinha é serão gastos R$ 72 milhões para reconstruir a base, que terá capacidade para receber 64 pessoas durante o verão e 34 no inverno.

A estação terá 19 laboratórios, sistemas de água potável, energia, coleta e separação de resíduos sólidos, rede avançada de comunicações de dados e de voz, segurança, logística, instalações mecânicas e sistemas especiais, como fontes de energias renováveis.

Além disso, os prédios terão biblioteca, academia de ginástica, lan house e centro cirúrgico de emergência.

Foi permitida a participação de escritórios nacionais e sócios de empresas estrangeiras no concurso. Empresas estrangeiras não puderam participar sozinhas.

Fonte: Folha de S. Paulo

x
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins: