Novas construções deverão ter hidrômetros individuais

Texto: Redação AECweb

Sindicato de Habitação prevê uma economia de 30% a 50% com a nova lei

22 de março de 2011 - A instalação de hidrômetros individuais agora é obrigatória para as novas construções na cidade do Rio. O prefeito Eduardo Paes sancionou uma lei que condiciona a liberação do Habite-se, a prédios residenciais e comerciais, mediante a instalação de marcadores de consumo de água individuais. O Sindicato de Habitação (Secovi Rio) prevê uma economia de 30% a 50% com a nova lei, que deve ser regulamentada em 90 dias.

Para o vice-presidente de Assuntos Condominiais do Sindicato de Habitação (Secovi Rio), Leonardo Schneider, a determinação é positiva para os consumidores. Ele explica que a medição individual respeita o perfil de consumo de cada proprietário ou locatário. “A lei é justa porque faz o consumidor pagar pelo que consome”, disse Schneider.

O presidente da Cedae, Wagner Victer, também apoiou a decisão. “É uma medida bem-vinda, e o trabalho da Cedae não muda”.

Adaptação

Para fazer a adaptação, os donos de imóveis antigos devem ter autorização da prefeitura De acordo com o Secovi-Rio, existem soluções para a instalação de hidrômetros individuais em prédios antigos. Em geral, a instalação dos medidores em cada ponto do imóvel com água encanada (cozinha, banheiro, área de serviço) custa de R$ 700 a R$ 800. Assim, para equipar um apartamento de até dois quartos, os gastos vão de R$ 2.800 a R$ 3 mil.

Fonte: Extra