OAS, Odebrecht e UTC investirão R$ 1,5 bi em polo industrial na BA

Texto: Redação PE

As construtoras OAS, Odebrecht e UTC e a empresa de consultoria financeira Ask Capital vão investir cerca de R$ 1,5 bilhão na instalação de um polo industrial voltado para os setores de petróleo e gás natural e naval na região do recôncavo baiano. Chamado de "Polo 2 de Julho", em referência à participação da Bahia na luta pela independência do Brasil, o empreendimento deverá atender cerca de 90 companhias, incluindo empresas âncoras e seus fornecedores diretos e indiretos.

As quatro empresas responsáveis pelo projeto assinam hoje com o governo da Bahia protocolo de intenções para o desenvolvimento do complexo industrial. Segundo o presidente da Ask Capital, Carlos Castro, o estudo e o relatório de impacto ambiental (EIA/Rima) do empreendimento já foi concluído e a expectativa é começar a terraplenagem dentro de 90 dias. O início das operações está previsto para o fim de 2014.

Enquanto viabiliza a construção do empreendimento junto ao governo baiano, o consórcio responsável pelo polo industrial está conversando com potenciais empresas interessadas em se instalar no local.

Em uma área de 430 hectares, no município de Maragogipe, o complexo estará situado a 10 quilômetros do Estaleiro Enseada de Paraguaçu (EEP), em obras e que pertence às três construtoras em parceria com a japonesa Kawasaki Heavy Industries, e do canteiro de São Roque, da Petrobras.

fonte: Valor Online