Obras são retomadas em canteiro de usina Belo Monte

Texto: Redação AECweb/e-Construmarket

Partes chegaram a um acordo após reuniões de conciliação coordenadas por Fundação Nacional do Índio (Funai) e Incra

18 de outubro de 2012 - As obras no Sítio Pimental, um dos canteiros da usina hidrelétrica Belo Monte, foram retomadas nesta quinta-feira, após acordo com indígenas, pescadores e ribeirinhos que ocupavam o local desde 8 de outubro, informou a Norte Energia, empresa responsável pela usina, em nota.

"A Norte Energia informa que, apesar da paralisação, o cronograma da obra está mantido", informou.

Os ocupantes do canteiro, que incluíam também representantes de movimentos sociais, pediam que condicionantes acertadas com a Norte Energia fossem cumpridas, conforme informaram anteriormente.

A Norte Energia disse que entre os pedidos dos indígenas estavam a construção de postos de saúde e escolas e informações sobre a reforma da Casa do Índio. Já os pescadores e ribeirinhos pediam alternativas de trabalho e que a Norte Energia apoie as iniciativas para revogar a Instrução Normativa do Ibama que proíbe a pesca de espécies do rio, segundo a empresa.

As partes chegaram a um acordo após reuniões de conciliação coordenadas por Fundação Nacional do Índio (Funai) e Incra, com representantes do Ibama, do Ministério Público Federal e da Defensoria Pública do Estado do Pará.

O Sítio Pimental é apenas uma das cinco unidades de obra da hidrelétrica que está sendo construída no rio Xingu (PA) e que tem previsão para entrar em operação em fevereiro de 2015. Quando estiver concluída a usina, que já sofreu outras paralisações nas obras neste ano, terá capacidade de geração de 11,2 mil megawatts (MW).

Entre as acionistas da Norte Energia estão Eletrobras e subsidiárias, Cemig e Light, Neoenergia, Funcef e outras.

Fonte: G1