Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

PAC já investiu R$ 463 bilhões até maio

Texto: Redação AECweb

46,1% das metas previstas entre 2007 e 2010 já foram realizadas, totalizando 70,7% dos R$ 656,5 bilhões destinados para execução do programa no período

16 de junho de 2010 - O Governo Federal já investiu R$ 463,9 bilhões na execução de obras do Programa de Aceleração do Crescimento. De acordo com o 10.º Balanço do PAC, divulgado recentemente pelo Governo Federal, 46,1% das metas previstas entre 2007 e 2010 já foram realizadas, totalizando 70,7% dos R$ 656,5 bilhões destinados para execução do programa nesse período. "Não há dúvidas que o PAC tem sido vital para o crescimento da economia brasileira nos últimos anos, incluindo o período da crise financeira internacional que ainda assombra os Estados Unidos e a Europa", analisa a pré-candidata ao Senado, Gleisi Hoffmann.

Para ela, o programa tem produzido resultados importantes, pois além de promover investimentos em infraestrutura logística e de energia, dá especial atenção à infraestrutura social e urbana. O programa Luz para Todos, por exemplo, já alcançou a meta em 18 estados e a meta adicional em mais três estados, com aplicações totais de R$ 4,6 bilhões até abril. "São mais de 2.341.239 de ligações que beneficiaram milhões de brasileiros e brasileiras nas áreas urbanas e rurais", comemora Gleisi.

As áreas de habitação e saneamento concluíram 69,4% das ações programadas, com investimentos de R$ 158,8 bilhões. Já nos eixos logística, energia, social e urbano foi concluída 33,6% das obras previstas, totalizando R$ 143,7 bilhões, do total até 2010. Somente com logística, as ações somam R$ 46,1 bilhões, dos quais R$ 32,9 bilhões foram investidos em 5.331 quilômetros de rodovia. Na área de ferrovias foram concluídos 356 quilômetros no valor de R$ 1,15 bilhão. Com exploração e produção de petróleo e gás, foram aplicados R$ 62,8 bilhões. Na área de geração elétrica, os investimentos somaram R$ 14,5 bilhões e possibilitaram aumentar em 6,8 mil megawatts a oferta de energia.

"Com o PAC, o Governo Federal, diretamente e em parceria com estados, municípios e setor privado, investe em energia, habitação, rodovias, ferrovias, portos, saneamento, entre outros, mostrando capacidade de aumento da produtividade e geração de empregos, fazendo girar a economia do País", avalia a pré-candidata.

Um dos exemplos que o Governo do Presidente Lula deu ao mundo durante a crise internacional, diz Gleisi, é o programa Minha Casa, Minha Vida, que foi fundamental para sustentar a recuperação da economia. "Em 2009, enquanto o mercado imobiliário mundial estava retraído, no Brasil, o número de contratações de novas unidades habitacionais quase dobrou: de 312 mil, em 2008, para 607 mil no ano passado", informa.

Os recursos do PAC têm promovido o aumento da taxa de investimento e o crescimento sustentável do País. A participação do investimento público federal e das estatais federais na formação bruta de capital fixo da economia elevou-se de aproximadamente 9,9% ao final de 2008 para mais de 17,2% em fins de 2009, rompendo com o padrão observado anteriormente ao lançamento do PAC, quando a retração econômica era acompanhada por bruscas quedas do investimento público. "O Brasil está colhendo os frutos de uma política responsável que combina estabilidade econômica, crescimento de emprego e renda, expansão do crédito e aumento do poder de consumo com a universalização do acesso a serviços públicos e com políticas de inclusão e de redução da desigualdade social e regional", finaliza Gleisi.

Fonte: Rede Sul de Notícias - PR

x
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins: