Pacote da casa pode ser afetado

Texto: Redação AECweb

Construtoras alertaram para o risco de o governo não atingir a meta de 1 milhão de moradias

26 de agosto de 2009 - A redução da jornada semanal de trabalho de 44 para 40 horas tornará mais cara a construção das habitações do programa Minha Casa Minha Vida e poderá elevar o valor das prestações das unidades, segundo a CBIC (Câmara Brasileira da Indústria da Construção).

A previsão foi apresentada ontem na Câmara. Os representantes das construtoras alertaram para o risco de o governo não atingir a meta de 1 milhão de moradias, se a proposta de emenda constitucional para reduzir a jornada for aprovada.

Considerando os custos das obras de uma casa de dois dormitórios (36,14 m2) em Mato Grosso do Sul, o estudo aponta que a redução de quatro horas exigiria aumento de 4,8% no preço de cada unidade, que hoje sai por R$ 26.030,54.

Fonte: Agora - SP