Para obras de mobilidade urbana, Piauí quer R$ 2 bilhões

Texto: Redação AECweb/e-Construmarket

O governo do estado solicitou R$ 1,6 bilhão para transformação da linha férrea, já a prefeitura pediu R$ 398,5 milhões mais

07 de agosto de 2013 - Representantes do Piauí participaram ontem de reunião no Ministério do Planejamento para discutir recursos para mobilidade urbana. Juntos, governo do estado e prefeitura, solicitaram ao governo cerca de R$ 2 bilhões para novos projetos no setor.

O governo do estado solicitou R$ 1,6 bilhão para a transformação da linha férrea já existente em metrô e para ampliação de mais três linhas. "Apresentamos um projeto de expansão de linhas para a região Sul, outro de linha para a região Norte e outro para linha da Leste. Com estas obras, nós saltaríamos de 13 km de extensão do nosso metrô para 43 km", afirmou o governador do Piauí, Wilson Martins.

Já a prefeitura pediu R$ 398,5 milhões. "Elaboramos um plano diretor de transporte em 2009. Na primeira etapa, colocamos obras importantes para começar a implementação de corredores exclusivos de ônibus e terminais de integração. Agora damos continuidade, buscando qualificar esses corredores e fechar todos os corredores troncais", explicou o prefeito de Teresina, Firmino Filho.

O Ministério do Planejamento recebe, desde meados de julho, representantes das principais cidades e estados brasileiros para discutir a destinação dos R$ 50 bilhões anunciados pela presidenta Dilma Rousseff para mobilidade urbana. Até agora, o governo federal recebeu propostas das cidades de Natal, Goiânia, São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Belo Horizonte, Fortaleza, Curitiba, Porto Alegre, Recife, Guarulhos, Belém e Teresina. As demandas solicitadas até o momento totalizam R$ 62,6 bilhões.

Fonte: DCI