Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Pelotas terá mais R$ 121,3 milhões investidos em habitação

Texto: Redação AECweb

Cidade do Rio Grande do Sul receberá mais de 643 unidades habitacionais pelo Minha Casa, Minha Vida

02 de junho de 2010 - A assinatura de seis contratos entre a Caixa Econômica Federal e cinco construtoras, no estande da instituição na 18ª Feira Nacional do Doce (Fenadoce) nesta terça-feira (1º) garante a aplicação de R$ 38,07 milhões em empreendimentos novos ou já em execução em Pelotas pelo programa Minha casa, minha vida, que substituiu o Programa de Arrendamento Residencial (PAR). Serão mais 643 novas unidades habitacionais - 30 delas já prontas para serem entregues.

Quando todos os módulos desses empreendimentos estiverem prontos, a soma desses recursos chegará a R$ 98,85 milhões e as unidades construídas totalizarão 1.704. Somados aos investimentos em outros seis empreendimentos projetados para Pelotas (confira), esse total sobe para mais de R$ 121,3 milhões, aplicados em 2.169 imóveis.

Na fase III do Residencial XV de Julho, nas Três Vendas, a Serial Engenharia construirá mais 61 unidades, no valor de R$ 3,3 milhões, o que totalizará 294 unidades na conclusão do empreendimento, com recursos de 14,4 milhões. Também são da Serial, porém, no Areal, as 17 novas casas do módulo I do Terra Nativa, com investimento de R$ 1,1 milhão, do total de R$ 9,84 milhões, referentes a 164 moradias. No Fragata, já estão prontas para serem habitadas as 30 casas do Verde Vale, erguidas pela DQV Construtora, com investimento de R$ 2,25 milhões.

No módulo II do Moradas Pelotas III, com 128 casas em construção nas Três Vendas pela Capa Engenharia, são investidos R$ 7,6 milhões, do total R$ 42,840 milhões, referentes a 714 unidades habitacionais. No Piazza Toscana, de 300 apartamentos em construção no Areal pela Ricardo Ramos Construtora, o investimento total é de R$ 17,4 milhões. O módulo I de 107 sobrados do Residencial Pinheiros, erguido pela Roberto Ferreira Comercial e Construtora no Fragata, tem R$ 6,42 milhões aplicados, do total de R$ 12,12 milhões investidos em 202 unidades.

A assinatura dos contratos, que reuniu o superintendente da Regional Extremo Sul da Caixa, Ruy Kern, o prefeito Adolfo Fetter Júnior, o secretário municipal da Habitação, Luiz Brandão, gerentes regionais e das agências da Caixa e construtores no pavilhão principal do Centro de Eventos Fenadoce, ocorreu após a entrega do 18º e último empreendimento do PAR, na rua Barão de Cotegipe, no bairro Cruzeiro do Sul.

Num balanço feito para o Diário Popular pela Superintendência Extremo Sul da Caixa, mais 465 unidades habitacionais estão projetadas para Pelotas em seis empreendimentos, com mais de R$ 22,5 milhões em investimentos, provenientes do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR) e do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). São imóveis para famílias com renda de três a dez salários mínimos.

A Ricardo Ramos é responsável pelos residenciais Solar dos Almeida, com 160 unidades no Areal e Simon Bolívar II, com 80 unidades no Porto; a Roberto Ferreira pelos residenciais Farroupilha II e III, com 17 e dez unidades nas Três Vendas; a Labore Engenharia pelo Residencial Albatroz, com 180 unidades no Areal e a SPO Engenharia pelo Caminho das Charqueadas, com 18 unidades, no Areal.

Fonte: Diário Popular - RS

x
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins: