Porto Alegre é capital com maior número de obras atrasadas

Texto: Redação AECweb/e-Construmarket

Promessa é aprontar 22 obras até a Copa

17 de abril de 2013 - Porto Alegre aparece no cronograma da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) como capital com obras de eletricidade mais atrasadas para a Copa do Mundo. Depois de ver a informação publicada em ZH, o Grupo CEEE prometeu aprontar 22 obras até maio de 2014, às vésperas do Mundial.

A previsão inicial era de que atrasariam três dos projetos para assegurar a energia necessária, mas o governo estadual assegurou, ontem, que todos serão entregues a tempo para a Copa do Mundo. O cronograma foi refeito em 7 de março, em Porto Alegre, durante reunião entre integrantes das empresas transmissoras de energia e representantes do Palácio Piratini e do Ministério de Minas e Energia.

Como três das 22 obras ficariam prontas depois da Copa, com subestações e linha de transmissão, foram realizadas negociações com fornecedores para antecipar prazos.

Também foi acelerada a concessão de licenças ambientais. Com a renegociação, o Grupo CEEE agora corre contra o tempo de olho na conclusão das obras necessárias não apenas para Porto Alegre, mas para interligar o sistema elétrico na Região Sul. Se o novo plano der certo, todas deverão estar em funcionamento a tempo para os jogos.

Do pacote de 22 obras, cinco são consideradas prioritárias, em razão da localização em Porto Alegre, onde haverá maior circulação de pessoas. A Secretaria de Comunicação e Inclusão Digital do governo anuncia que quatro delas devem ser concluídas até o fim deste ano.

Um dos projetos indispensáveis, que não pode atrasar, é a subestação Menino Deus, situada perto do Beira-Rio, sede dos jogos. A terraplenagem do terreno começou no último dia 8. O empreendimento atende às exigências da Fifa de haver garantia de uma segunda fonte de energia em todos os estádios de futebol. O valor do investimento é de R$ 23,9 milhões.

Fonte: Zero Hora